Uma moda que tem surgido nos últimos tempos, cada vez mais difundida, é a opinião de que o jovem, para descobrir a vocação ao sacerdócio, para ter certeza que se sente chamado a ser padre, deve NAMORAR ou, pior ainda, deve “ficar”.
Essa é a mentalidade modernista que relativiza tudo, que não acredita na pureza e que brinca com a sexualidade dos adolescentes e jovens.
É um absurdo se olharmos para a história da Igreja em que tantíssimos santos que conhecemos nunca tiveram a experiência do namoro antes de ingressarem no seminário ou convento, até porque, entrava-se no seminário ainda no início da adolescência, ou mesmo criança.
O grande problema, na verdade, está na BANALIZAÇÃO DO NAMORO e das relações afetivas, típica da nossa sociedade hedonista e permissiva.
Que Deus ajude nossos jovens a não caírem nessa armadilha!

Padre Leonardo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here