25ª Semana do Tempo Comum – São Pio de Pietrelcina – Quarta-feira

Must Read

Ataques contra igrejas no Chile fizeram parte de ritual satânico, assegura exorcista

Segundo o Padre Luis Escobar, são abundantes os sinais satânicos presentes nesses atos, o que destaca a existência de...

Medjugorge: Santa Sé excomunga padre “diretor espiritual” dos videntes

Tomslav Vlasic está proibido de “participar –de qualquer forma– como ministro na celebração da Eucaristia ou qualquer outra cerimônia...

Universitários americanos organizam consagração a Nossa Senhora em todo o país

Basta uma faísca para iniciar um incêndio: universitários da Flórida querem espalhar pelo país a chama da devoção a...


Primeira Leitura: Provérbios 30,5-9
Leitura do livro dos Provérbios – A Palavra de Deus é comprovada. Ele é um escudo para os que nele se abrigam. Não acrescentes nada às suas palavras, para que ele não te repreenda e passes por mentiroso! Duas coisas eu te pedi; não mas recuses, antes de eu morrer: afasta de mim a falsidade e a mentira, não me dês pobreza nem riqueza, mas concede-me o pão que me é necessário. Não aconteça que, saciado, eu te renegue e diga: “Quem é o Senhor?” Ou que, empobrecido, eu me ponha a roubar e profane o nome de meu Deus. – Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial: 118(119)

Vossa Palavra é uma luz para os meus passos!

1. Afastai-me do caminho da mentira / e dai-me a vossa lei como um presente! – R.

2. A lei de vossa boca, para mim, / vale mais do que milhões em ouro e prata. – R.

3. É eterna, ó Senhor, vossa Palavra, / ela é tão firme e estável como o céu. – R.

4. De todo mau caminho afasto os passos, / para que eu siga fielmente as vossas ordens. – R.

5. De vossa lei eu recebi inteligência, / por isso odeio os caminhos da mentira. – R.

6. Eu odeio e detesto a falsidade, / porém amo vossas leis e mandamentos! – R.

Evangelho: Lucas 9,1-6

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, Jesus convocou os doze, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios e para curar doenças e enviou-os a proclamar o Reino de Deus e a curar os enfermos. E disse-lhes: “Não leveis nada para o caminho: nem cajado, nem sacola, nem pão, nem dinheiro, nem mesmo duas túnicas. Em qualquer casa onde entrardes, ficai aí; e daí é que partireis de novo. Todos aqueles que não vos acolherem, ao sairdes daquela cidade, sacudi a poeira dos vossos pés como protesto contra eles”. Os discípulos partiram e percorriam os povoados, anunciando a Boa-nova e fazendo curas em todos os lugares. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Jesus não retém para si o cabedal de conhecimentos que possui, nem seus poderes. Transmite-os aos doze apóstolos e os envia para realizarem o que ele fazia publicamente: anunciar o Reino de Deus e curar enfermidades. Uma atividade renovadora. Ensinamento novo e convincente com palavras divinas colhidas na fonte: “Falo estas coisas como o Pai me ensinou” (Jo 8,28). Energia poderosa, toques benfazejos. Curas libertadoras. Tempos messiânicos. Vida nova. Os apóstolos não precisam apoiar-se nos bens materiais; ao contrário, devem despojar-se deles. A gratuidade e a confiança na providência de Deus são as exigências para a missão. Haverá pessoas insensíveis ou avessas à passagem de Deus. Responderão por seus atos. O missionário cristão seguirá seu caminho, sem esmorecer. Como Jesus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 1 =

Latest News

Ataques contra igrejas no Chile fizeram parte de ritual satânico, assegura exorcista

Segundo o Padre Luis Escobar, são abundantes os sinais satânicos presentes nesses atos, o que destaca a existência de...

Medjugorge: Santa Sé excomunga padre “diretor espiritual” dos videntes

Tomslav Vlasic está proibido de “participar –de qualquer forma– como ministro na celebração da Eucaristia ou qualquer outra cerimônia de culto público. Bréscia – Itália...

Universitários americanos organizam consagração a Nossa Senhora em todo o país

Basta uma faísca para iniciar um incêndio: universitários da Flórida querem espalhar pelo país a chama da devoção a Maria para conduzir almas a...

“Morte ao Nazareno”: Novo grito de “Crucifica-o!”?

Declarar “morte ao Nazareno” é uma frase que demonstra um ódio total à Santa Igreja Católica e seus ensinamentos ao longo dos séculos. Redação (26/10/2020...

Papa no Angelus: o verdadeiro amor ao próximo baseia-se no amor a Deus

Não é verdadeiro amor a Deus o que não se expressa no amor ao próximo; não é amor verdadeiro ao próximo o que não...

More Articles Like This