Quem lê o relato da profissão de fé de São Pedro pode, talvez, ficar com a impressão de que o príncipe dos Apóstolos teve um surto de “esquizofrenia” ou de “dupla personalidade”. Porque, logo depois de confessar abertamente ser Jesus o Filho de Deus, ele repreende o Senhor à parte, ao ouvir falar dos sofrimentos e da cruz que o aguardavam na mão dos judeus e dos gentios. Afinal, como é possível que, iluminado do alto, o mesmo Pedro que reconhece em Cristo o Filho do Pai por natureza é cego o bastante para não ver nele o Redentor da humanidade por sua cruz e ressurreição? Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta quinta-feira, dia 21 de fevereiro, e peçamos a Nosso Senhor que, firmando-nos cada vez mais na fé católica e apostólica, nos dê a graça de abraçarmos o mistério da cruz cristã e de termos os pensamentos de Deus, e não dos homens.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here