Temos a alma tão enraizada nas coisas deste mundo que não seria exagero chamá-la antes de “carne” que de “espírito”. Ela é como aquela amoreira do Evangelho, que o Senhor nos manda, caso saibamos cultivar a semente da fé, arrancar deste solo e plantar no mar. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 11 de novembro, e peçamos a Deus que nos arranque as raízes que ainda nos prendem às futilidades deste mundo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here