28 C
São Paulo
domingo, janeiro 17, 2021

Austrália: Padres serão presos se não relatarem Segredo de Confissão


Diante de uma legislação que tem tudo de uma perseguição religiosa, Sacerdotes e Bispos declararam que irão para a prisão, porém, não romperão o sigilo confessionário.

Diante de uma legislação que tem tudo de uma perseguição religiosa, Sacerdotes e Bispos declararam que irão para a prisão, porém, não romperão o sigilo confessionário.

Queensland – Austrália (10/09/2020, 10:00 – Gaudium Press) O Parlamento de Queensland, na Austrália, aprovou uma série de leis que visam forçar os sacerdotes católicos a quebrar o segredo de confissão e denunciar à polícia acusações de abusos sexuais relatados por fiéis penitentes no confessionário.
As novas leis foram aprovadas ontem (quarta-feira, 09/09) com o apoio dos dois principais partidos australianos e apesar da forte oposição desenvolvida pela Igreja.

A legislação aprovada é o resultado de recomendações propostas e estimuladas pela “Comissão Real para Respostas Institucionais ao Abuso Sexual de Crianças”.

O não cumprimento da nova lei constitui crime que pode acarretar punição com uma pena de três anos de prisão.

A legislação aprovada será aplicada a confissões que sejam ouvidas a partir de agora, mesmo que se refiram a abusos ocorridos no passado.

Nova lei quebra o segredo de confissão torna os sacerdotes agentes do Estado antes que servos de Deus

Em uma apresentação formal a um inquérito parlamentar, o arcebispo de Brisbane, Mark Coleridge, disse que privar os católicos do sigilo da confissão torna os padres “menos servos de Deus do que agentes do estado”.

O prelado advertiu que a legislação levantava “questões importantes sobre a liberdade religiosa”. Ela se baseia em “um conhecimento precário de como o sacramento realmente funciona na prática” entre os fiéis.

Padres e Bispos declararam publicamente que irão para a prisão antes de obedecer a essas leis

Na Assembleia Legislativa de Queensland, o parlamentar do One Nation, James Andrew, expressou seu apoio aos líderes religiosos:
“Muitos sacerdotes e bispos declararam publicamente que irão para a prisão antes de obedecer a essas leis. Que certeza pode ter o povo de Queensland de que vive em uma democracia livre, aberta, governada por um Estado de Direito, se o Estado aprisiona seus Bispos? ” (JSG)

(Com informações InfoCatólica)

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um + quinze =

- Advertisement -

Ultimas Notícias

mersin escort - casinomeritroyal.com - Goldenbahis -
Dumanbet