14.9 C
São Paulo
terça-feira, junho 15, 2021

Bispo denuncia: governo impõe mais restrições sociais para Igrejas que para bares

Presidente dos Bispos Católicos de Quebec diz que na pandemia, mais uma vez, governo, coloca Igrejas, locais de culto, bares, cinemas e cassinos na mesma categoria.

Presidente dos Bispos Católicos de Quebec diz que na pandemia, mais uma vez, governo, coloca Igrejas, locais de culto, bares, cinemas e cassinos na mesma categoria.

Quebec (24/09/2020, 12:30, Gaudium Press) Líderes religiosos da província canadense de Quebec têm se manifestando contra o endurecimento das restrições sociais relativas à Covid-19 estabelecidas pelo governo em certas áreas onde as igrejas e locais de culto são tratados de forma mais restringente e estrita que entidades fisicamente comparáveis, como cinemas e teatros.

Governo canadense limita a 25 o número de fiéis nas igrejas de Quebec e Montreal

No último dia 20 deste mês o Ministro da Saúde e Serviços Sociais de Quebec emitiu uma ordem de saúde limitando a participação em cultos religiosos fechados para 50 pessoas na maioria das regiões da província e a 25 pessoas em algumas regiões, como Montreal e Quebec.
Segundo o Ministro, as novas restrições são uma resposta ao recente aumento de casos da covid-19 na região.

Por que cinemas, teatros, cassinos podem receber mais pessoas que as igrejas, pergunta o presidente da Assembleia dos Bispos

Numa declaração publicada em 21 de setembro, Dom Christian Rodembourg, bispo de Saint-Hyacinthe e presidente da Assembleia dos Bispos Católicos de Quebec, escreveu que as igrejas na província deveriam ser tratadas como são tratados os auditórios, cinemas e teatros, que têm permissão para receber até 250 pessoas por vez:

“De vários modos, as medidas sanitárias já implantadas em igrejas e locais de culto vão além das exigências do governo.
Como resultado, até o momento, nenhum surto ocorreu em igrejas ou locais de culto e adoração.
Nestes tempos difíceis, os dirigentes religiosos estão fazendo todo o necessário para colocar em prática medidas que garantam a proteção da saúde de seus fiéis ”, escreveu Dom Rodembourg.

Dom Rodembourg afirmou também que “Nestes dias calamitosos, milhares de quebequenses encontram conforto na prática de sua religião e uma fonte de resiliência que beneficia toda a população. O que quer que se pense a respeito, espiritualidade e busca de sentido ocupam um lugar essencial na vida humana. Este serviço à comunidade parece-nos necessário para ajudar nossos fiéis a superar esta crise de saúde. ”

Presidente dos Bispos Católicos de Quebec diz que na pandemia, mais uma vez, governo, coloca Igrejas, locais de culto, bares, cinemas e cassinos na mesma categoria.

Ministro da Saúde, “mais uma vez, coloca locais de culto e bares na mesma categoria”, diz bispo

O presidente da Assembleia dos Bispos Católicos de Quebec, representando os religiosos afirmou que eles se ressentiram também do fato de que o anúncio do Ministro da Saúde “mais uma vez coloca locais de culto e bares na mesma categoria”, e também no mesmo patamar que os cassinos e praças de alimentação.

Também o Cardeal Gérald Lacroix, de Quebec, acrescentou na segunda-feira que “Estamos fazendo mais do que o que nos é pedido, porque realmente queremos evitar qualquer participação nesta pandemia”. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações e foto National Catholic Register)

The post Bispo denuncia: governo impõe mais restrições sociais para Igrejas que para bares appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Ultimas Notícias