18.2 C
São Paulo
sábado, maio 8, 2021

Bispo do Sudão do Sul pede a Governo a reabertura das Igrejas Católicas

Dom Hiiboro Kussala, Bispo de Tombura, discordou do Governo do Sudão do Sul e destacou a importância da igreja como lugar de conforto espiritual para as pessoas que sofrem na pandemia.

Dom Hiiboro Kussala, Bispo de Tombura, discordou do Governo do Sudão do Sul e destacou a importância da igreja como lugar de conforto espiritual para as pessoas que sofrem na pandemia.

Juba – Sudão do Sul (10/02/2021, 17:15, Gaudium Press) “Os benefícios do culto público são enormes porque a maioria das pessoas em minha diocese tem pouco ou nenhum acesso à tecnologia”, diz Dom Edward Hiiboro Kussala, Bispo de Tombura-Yambio, no Sudão do Sul, ao fazer um apelo ao governo para que suspenda a proibição de cerimônias públicas religiosas emitida no último dia 3 de fevereiro último.

A suspensão de missas e outros serviços na igreja católicas faz parte das medidas de confinamento e distanciamento social

A suspensão de missas e outros serviços na igreja católicas do Sudão do Sul faz parte das medidas de confinamento e distanciamento social que incluem a proibição de todas as reuniões sociais, como eventos esportivos, eventos religiosos que incluem missas dominicais, funerais, cerimônias de casamento e eventos políticos.

Após a proibição de cerimônias religiosas públicas alguns Bispos aderiram de imediato

Após a proibição, no dia 4 de fevereiro, Dom Matthew Remijio, Bispo de Wau, ordenou a suspensão de todas as celebrações litúrgicas públicas convidando os fiéis a acompanhar a missa através dos meios de comunicação social.

No domingo, 7 de fevereiro, a diocese de Yei também fechou todos os locais de culto de acordo com as diretrizes do governo.

O Bispo da diocese, Dom Erkolano Lodu Tombe, disse que os fiéis já deveriam estar acostumados a lidar com isso, pois é a segunda vez que as funções são suspensas por causa do Covid.

Para o Bispo, “temos que reconhecer a situação e cuidar de nós próprios, fazendo tudo o que podemos dentro dos nossos limites, mantendo as distâncias sociais, usando máscaras e lavando as mãos. Cumprimos as diretrizes do governo do Sudão do Sul e do Ministério da Saúde ”.

Dom Edward Hiiboro Kussala, Bispo de Tombura-Yambio, a coragem de ser uma voz discordante

Dom Edward Hiiboro Kussala, Bispo de Tombura-Yambio, discordou do decreto do Governo do Sudão do Sul.
Ele destacou a importância da igreja como um lugar de conforto para as pessoas que estão passando por dificuldades durante a pandemia; portanto, eles devem permanecer acessíveis e os adoradores devem seguir as diretrizes de segurança para evitar a propagação do vírus.

“Num momento como este, a igreja está aqui para oferecer conforto e apoio espiritual a todos. Temos o dever de cuidar uns dos outros, mas principalmente daqueles que são vulneráveis ​​ou podem estar em maior risco ”.
“Numa crise como a que estamos passando”, acrescentou, “gostaríamos de instar o governo a consultar as igrejas sobre a melhor forma de combater o problema junto com toda nossa energia e recursos”.

 (Com informações Agência Fides)

The post Bispo do Sudão do Sul pede a Governo a reabertura das Igrejas Católicas appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 + 14 =

- Advertisement -

Ultimas Notícias