11.7 C
São Paulo
segunda-feira, agosto 2, 2021

Colégio Cardinalício perderá seis eleitores em 2021

O continente que perderá o maior número de eleitores em 2021 será o africano, caindo de 17 para 14. A Europa cairá de 54 eleitores para 52. Por fim, a Oceania passará de 4 para 3.

Cidade do Vaticano (05/01/2021 14:30, Gaudium Press) O Colégio Cardinalício inicia o ano de 2021 composto por 229 Cardeais. Desses, 128 são eleitores e 101 são não eleitores. Ao longo do ano, seis desses Cardeais perderão o direito de voto em um possível conclave, pois completam 80 anos de idade.

Atualmente, os Cardeais estão distribuídos pelo mundo da seguinte forma: a Europa possui 108 Cardeais (54 eleitores e 54 não eleitores); os Estados Unidos possuem 26 Cardeais (16 eleitores e 10 não eleitores); A América Central abriga 9 Cardeais (7 eleitores e 2 não eleitores); A América do Sul tem 25 Cardeais (14 eleitores e 11 não eleitores); A Ásia é representada por 27 Cardeais (16 eleitores e 11 não eleitores); A África tem 28 Cardeais (17 eleitores e 11 não eleitores); A Oceania tem 6 cardeais (4 eleitores e 2 não eleitores).

O continente que perderá o maior número de eleitores em 2021 será o africano, caindo de 17 para 14 Cardeais eleitores. A Europa cairá de 54 eleitores para 52. Por fim, a Oceania passará de 4 para 3 Cardeais eleitores. Os outros continentes não terão mudanças no número de Cardeais eleitores.

Cardeais que deixarão de ser eleitores em 2021

O Arcebispo emérito de Cartum, Dom Gabriel Zubeir Wako, será o primeiro Cardeal que completará 80 anos em 2021. Seu aniversário será no dia 27 de fevereiro. O purpurado foi criado Cardeal por São João Paulo II no consistório de outubro de 2003.

No dia 8 de março, será a vez do Arcebispo franciscano de Durban, Dom Wilfried Fox Napier, também criado por São João Paulo II.

O Cardeal australiano George Pell fará 80 anos no dia 8 de junho. Criado Cardeal por São João Paulo II em 2003, ele foi Arcebispo de Sydney e prefeito do Secretariado para a Economia.

Já no dia 19 de julho será a vez de outro Cardeal africano, Dom Maurice Piat, Bispo de Port Louis, nas Ilhas Maurício. Criado Cardeal pelo Papa Francisco no consistório de novembro de 2016.

No dia 18 de agosto de 2021, o Cardeal Beniamino Stella, prefeito da Congregação para o Clero e recentemente promovido à Ordem dos Bispos, se tornará não eleitor. Ele recebeu o chapéu cardinalício do Papa Francisco em seu primeiro consistório, em fevereiro de 2014.

O Cardeal que completa esta lista é Dom Angelo Scola, Arcebispo emérito de Milão. O purpurado fará 80 anos de idade no dia 7 de novembro. Criado Cardeal por São João Paulo II no consistório de 2003. (EPC)

The post Colégio Cardinalício perderá seis eleitores em 2021 appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Ultimas Notícias