17.4 C
São Paulo
terça-feira, outubro 26, 2021

Como obter a confiança?

Ninguém tem forças para praticar sequer o menor dos atos de virtude, muito menos para receber bem os sofrimentos enviados pela Providência, sejam do corpo, sejam da alma.  

Redação (12/04/2021 17:48, Gaudium Press) Vemos quanto a vida dos Santos é repleta de aflições, dores e perplexidades. A bem dizer, o sofrimento é a característica da santidade.

A vida de toda pessoa virtuosa acaba sendo, tantas vezes, uma sucessão de fracassos ou até de tragédias. Disso nos dá exemplo Jó, que diante dos infortúnios exclamou: “O Senhor deu, o Senhor tirou: bendito seja o nome do Senhor!” (Jó 1, 21).

Chama a atenção, contudo, que pessoas em tais situações extremas encontrem fundamentos tão sólidos para manter a calma e a serenidade, a ponto de lhes florescer na alma estas comovedoras expressões de piedade e de fé. De onde lhes vem isto?

Costuma-se definir a confiança como “a esperança fortalecida pela fé”, e esta, por sua vez, é uma graça que abre “os olhos do coração” (Ef 1, 18).

As verdades reveladas podem parecer obscuras à razão e à experiência humanas, mas a certeza dada pela luz divina é muito maior que a dada pela luz da razão natural.

Nesta segurança sobrenatural a alma encontra motivos que lhe alimentam a esperança de alcançar a eternidade feliz e a consolação definitiva para os males atuais.

A confiança é, portanto, infundida na alma pelo Espírito Santo e, como todas as graças e dons, passa invariavelmente pelas mãos de Nossa Senhora.

Ela não se baseia em conceitos teóricos, mas numa certeza interior posta no coração do homem que o ordena por inteiro. Traz como consequência uma grande calma, uma convicção de que a vida e o sofrimento têm sentido, por muito árido e tortuoso que seja o caminho.

Quem experimenta essa ação apaziguadora da graça conhece os efeitos de uma misericórdia insondável, de uma bondade que envolve por inteiro.

Sente no seu íntimo a compaixão da Mãe que atende o filho transbordante de pena, com uma dadivosidade pacientíssima e inesgotável, pronta a ajudar em grau inimaginável a qualquer momento. E adquire a certeza de que Nossa Senhora pode e quer arranjar qualquer situação, desde que nós nos voltemos para Ela.

Essa misericórdia insondável, que se multiplica solícita para nos atender, é o melhor fundamento para a nossa confiança.

Como fazer para obtê-la? Sendo uma graça, não depende de nosso esforço; basta pedir, e Ela dará… porque quer dar. Só aguarda o nosso pedido…

 

Texto extraído, com pequenas adaptações, da Revista Arautos do Evangelho n.196, abril 2018.

The post Como obter a confiança? appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias