18 C
São Paulo
sexta-feira, abril 15, 2022

Conselho de Igrejas e Organizações Religiosas da Ucrânia condena a crueldade da invasão russa

“A Rússia está travando uma guerra contra a população civil da Ucrânia”.

Redação (09/03/2022 10:24, Gaudium Press) Ontem, 8 de março, o Conselho Ucraniano de Igrejas e Organizações Religiosas condenou a crueldade dos ataques russos à sua nação.

Em um comunicado, o Conselho mostra sua preocupação com o bombardeio dos russos aos bens civis na Ucrânia, solicitando que se estabeleça uma zona de exclusão aérea sobre a Ucrânia.

Eis a tradução  do comunicado:

Desde o início da invasão militar, em grande escala, da Rússia ao território soberano da Ucrânia, testemunhamos que os invasores russos recorrem aos métodos de guerra mais cínicos e proibidos pelo Direito Internacional Humanitário. De fato, a Rússia está travando uma guerra contra a população civil da Ucrânia, pois propositalmente dispara mísseis balísticos, inclusive da Bielorrússia e realiza ataques aéreos em áreas residenciais, escolas, jardins de infância, maternidades, hospitais e instalações de infraestrutura crítica necessárias para a vida da população civil, enquanto usam bombas de fragmentação proibidas.

Exemplos flagrantes de crueldade injustificada e agressão desenfreada são os bombardeios aos corredores humanitários, ônibus de evacuação e até ambulâncias.

A atitude desdenhosa da liderança russa para com a vida humana, que vemos em relação aos soldados russos jogados na guerra de conquista, manifesta-se agora em relação à população civil da Ucrânia, que é forçada a fugir dos mísseis e ocupantes russos, migrando para regiões mais seguras do nosso país e países vizinhos da União Europeia.

Além disso, o ataque militar da Rússia à Ucrânia é acompanhado não apenas por bombardeios à infraestrutura pacífica e aos edifícios residenciais, mas também às igrejas. Como por exemplo, na cidade de V’yazivka, em Zhytomyr Oblast, os invasores russos destruíram a Igreja da Natividade da Santíssima Mãe de Deus, construída em 1862. Como resultado do bombardeio da Rússia ao centro de Kharkiv em 2 de março, a Catedral da Santa Dormição da Igreja Ortodoxa Ucraniana foi danificada. Em 7 de março, bombas russas atingiram a casa de oração da Igreja Evangélica “Nova Vida” na cidade de Izyum, região de Kharkiv – o prédio da igreja foi completamente destruído. Após o bombardeio, uma Igreja Ortodoxa pegou fogo na aldeia de Zavorychi, distrito de Brovars’kyi, Kiev Oblast.

Há relatos de bombardeios às igrejas, mesmo àquelas onde os refugiados estão abrigados. Até mesmo o maior santuário espiritual da Ucrânia – a Catedral de Santa Sofia de Kiev – está sob ameaça de ataque.

Desse modo, o Conselho Ucraniano de Igrejas e Organizações Religiosas reitera seu apelo à OTAN, como parceiro de segurança da Ucrânia, das Nações Unidas, da União Europeia, da OSCE e do Conselho da Europa, para que tome medidas urgentes para estabelecer uma política de exclusão aérea sobre a Ucrânia e fornecer às Forças Armadas da Ucrânia equipamentos modernos de defesa aérea, incluindo aviões de combate, a fim de proteger nosso maior patrimôniovidas humanas e infraestrutura civil – contra os bombardeios bárbaros dos russos.

Fonte: https://vrciro.org.ua/statements/uccro-appeal-on-russian-air-attacks-on-civil-infrastructure-of-ukraine

The post Conselho de Igrejas e Organizações Religiosas da Ucrânia condena a crueldade da invasão russa appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias