19 C
São Paulo
sexta-feira, abril 23, 2021

Covid-19: Católicos Sírios desafiam fechamento de Igrejas e ordem de receber comunhão nas mãos

Arcebispo maroronita de Damasco, descreve rejeição dos fiéis católicos ao fechamento de igrejas e ao mandato de receber a comunhão na mão.

Arcebispo maroronita de Damasco, descreve rejeição dos fiéis católicos ao fechamento de igrejas e ao mandato de receber a comunhão na mão.

Redação (04/12/2020, 14:40,  Gaudium Press) “Superando o Medo” é o título da Carta Pastoral escrita por Dom Samir Nassar, arcebispo maronita de Damasco, dirigida a seus diocesanos.

Uma situação dolorosa enfrentada pelos católicos na Síria

O arcebispo relata a situação geral dos católicos, mas com menção específica à situação causada pela pandemia do coronavírus.
Dom Samir Nassar descreve em detalhes as dolorosas dificuldades enfrentadas pelos católicos na Síria e observa que existe um estado de “real dificuldade econômica”.
Ele sita as “filas intermináveis ​​do lado de fora de padarias e postos de gasolina”, bem como “falta de gás doméstico e inflação galopante”.

Fechamento forçado de Igrejas e a ordem de receber comunhão na mão por causa da covid-19, situações de maior dor e reação entre os fiéis

Dom Nassar diz em sua Carta Pastoral que existem outras dolorosas situações que os fiéis consideram maior que as citadas anteriormente.
O arcebispo de Damasco aponta particularmente para a reação dos fiéis às propostas de fechamento de igrejas como uma suposta tentativa de mitigar a propagação do vírus.
“Diante da Covid-19, os fiéis protestaram contra o fechamento de igrejas e continuaram a ir à missa diária”, disse ele.

Ordem de comungar na mão gera reação, decepção e dor entre os fiéis

Na verdade, os fiéis também resistem à decisão de ordenar a recepção da Sagrada Comunhão na mão, optando por recebê-la na língua.
“Muitos se sentem incapazes de seguir as orientações dos bispos de receber a Sagrada Comunhão nas mãos e insistem em recebê-la na língua como normalmente fariam, desafiando assim a pandemia e mostrando sua confiança na Providência Divina”, salienta Dom Nassar.

Covid-19 tornou a vida social quase insuportável: o medo e solidão aumentaram

Na Carta Pastoral “Superando o Medo” o Arcebispo chamou também a atenção para os efeitos danosos que as medidas de bloqueio estão tendo sobre a população, dizendo que o medo e as dificuldades financeiras estão aumentando muito: o “Covid-19 tornou a vida social das pessoas quase insuportável, e seu medo e solidão aumentaram. “

Desde o Pentecostes, disse o arcebispo Dom Nassar, a igreja em Damasco tem “vivido um tempo de reflexão orante”. Ele está procurando por “uma nova forma de chegar aos outros com uma nova abordagem pastoral”.
O arcebispo conclui a sua carta com uma pergunta relacionada com o futuro da Igreja na Síria:
“Saberemos continuar este caminho para celebrar o verdadeiro perdão diante do Divino Menino?” (JSG)

The post Covid-19: Católicos Sírios desafiam fechamento de Igrejas e ordem de receber comunhão nas mãos appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 − seis =

- Advertisement -

Ultimas Notícias