13.1 C
São Paulo
domingo, agosto 1, 2021

EUA: Governadora quer Lei que proíba aborto em diagnosticados com Síndrome de Down

Vou promover uma lei que elimine a realização do aborto em fetos diagnosticado com Síndrome de Down. Essas crianças são um presente para todos nós.

 Vou promover uma lei que elimine a realização do aborto em fetos diagnosticado com Síndrome de Down. Essas crianças são um presente para todos nós.

Dakota do Sul – EUA (14/01/2021, 09:50 Gaudium Press) Kristi Noem, governadora de Dakota do Sul, antiabortista e defensora da família tradicional, utilizando a rede social Twitter, anunciou sua decisão de enviar ao poder legislativo de seu Estado uma proposta de lei que proíbe os abortos baseados em diagnóstico de síndrome de Down nos bebês em gestação:

“As crianças com Síndrome de Down são um presente para todos nós. Vou pedir ao poder legislativo de Dakota do Sul que aprove uma lei que elimine a possibilidade de realização do aborto para as crianças não nascidas apenas porque o feto tenha sido diagnosticado com Síndrome de Down.
Devemos nos manter firmes pelo direito de viver de qualquer criança que ainda não nasceu.

Hoje, mais do que nunca, precisamos lutar pela família

A governadora também anunciou sua intenção de aplicar políticas em favor da família:
“Estou comprometida em governar com foco na família. Trabalho todos os dias para fortalecer o vínculo familiar e preservar os valores que os habitantes de Dakota do Sul há muito abraçam”, disse Kristi Noem.

Segundo a Governadora, “Hoje, mais do que nunca, precisamos lutar por famílias fortes: Famílias fortes criam comunidades fortes. E comunidades fortes produzirão o estado mais forte da nação”.

Em seu pronunciamento no Twitter, Kristi Noem ainda se comprometeu:
“Prometo manter a família no centro de minhas decisões políticas todos os dias em que exercer o cargo de governadora”.  (JSG)

The post EUA: Governadora quer Lei que proíba aborto em diagnosticados com Síndrome de Down appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Ultimas Notícias