20.4 C
São Paulo
terça-feira, abril 20, 2021

EUA: nos 48 anos da lei que aprovou o aborto, Bispos pedem dia de Jejum e Oração

O dia de jejum e oração será em 22 de janeiro, 48º aniversário da decisão da Suprema Corte sobre o “Roe v. Wade”, que ordenou o aborto em todo o país.

O dia de jejum e oração será em 22 de janeiro, 48º aniversário da decisão da Suprema Corte sobre o “Roe v. Wade”, que ordenou o aborto em todo o país.

Nova Jersey – EUA (13/01/2021, 14:50, Gaudium Press) “Ao comemorar este trágico evento na história de nossa nação, lembramos os milhões de vidas perdidas no aborto e oramos pelas mães e pais que sofreram os efeitos trágicos” desse homicídio legalizado, diz uma carta assinada por todos os bispos católicos de Nova Jersey.

Assina também a carta-convite o Cardeal Joseph Tobin de Newark e Bispo David O’Connell de Trenton.

Dizem os Bispos em seu apelo:
“Nós, os bispos católicos de Nova Jersey, pedimos aos católicos e às pessoas de boa vontade que se juntem a nós … em um dia de oração e jejum para acabar com o aborto”.

O dia de jejum e oração está marcado para o dia 22 de janeiro, data que marca o 48º aniversário da decisão da Suprema Corte a propósito do caso “Roe v. Wade”, que ordenou o aborto legal em todo o país e acontece uma semana antes da “Marcha Nacional pela Vida”, em Washington.

Governador de Nova Jersey promete legislação que tornará as regras pró-aborto parte da lei estadual

No último mês de outubro –em meio a mortandade causada pelo coronavírus– o governador de Nova Jersey, Phil Murphy, anunciou uma legislação que tornará as regras pró-aborto parte da lei estadual.

A “Lei de Liberdade Reprodutiva” garante o direito ao aborto de acordo com a lei estadual e exige que a maioria das seguradoras privadas cubra o aborto e o controle de natalidade sem nenhum custo adicional.

Também remove algumas restrições ao aborto, enquanto permite que assistentes médicos, parteiras certificadas e outras enfermeiras realizem abortos legais.

O projeto recebeu críticas significativas de defensores da vida no estado, incluindo Lisa Hart, vice-presidente do Morris County Right to Life, e Christine Flaherty, diretora da Lifenet, informou o “Beacon”, o jornal da Diocese de Patterson.

“A legislação tenta consagrar para sempre a capacidade de matar um bebê no útero por nove meses. Remove a proteção da consciência dos trabalhadores médicos. Permite que não médicos façam abortos” disse Lisa Hart.

O dia de jejum e oração será em 22 de janeiro, 48º aniversário da decisão da Suprema Corte sobre o “Roe v. Wade”, que ordenou o aborto em todo o país.

O protesto dos Bispos contra o projeto do governador de Nova Jersey

Os Bispos protestam “contra este novo projeto ultrajante, que está sendo acelerado pelo governador Murphy, que vai expandir o aborto no estado”.

Os prelados enfatizaram o compromisso da Igreja Católica com a dignidade humana e reiteraram sua dedicação à criação de uma cultura da vida.

Pedido de confiança na intercessão de Nossa Senhora de Guadalupe, protetora dos nascituros

“A Igreja Católica está empenhada em proteger toda a vida, desde a concepção até a morte natural. Vamos trabalhar vigorosamente para garantir que as leis de nosso estado e país protejam e defendam a dignidade intrínseca de todas as pessoas “, disseram os Prelados.

“Nós humildemente imploramos a nossa Mãe Santíssima sob seu título de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira das Américas e Protetora dos Não Nascidos, que interceda em nosso nome para que esses esforços para acabar com o aborto sejam guiados por misericórdia, compaixão e especialmente caridade”.  (JSG)

The post EUA: nos 48 anos da lei que aprovou o aborto, Bispos pedem dia de Jejum e Oração appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − onze =

- Advertisement -

Ultimas Notícias