17.3 C
São Paulo
domingo, setembro 26, 2021

Exorcista dá conselhos para quem quer se proteger do demônio

Dentre as dicas dadas pelo Padre Michael McDonagh, estão: abençoar a casa, aspersão com água benta, crucifixo, imagens de Nossa Senhora e frequentar os sacramentos.

Redação (27/07/2021 10:27, Gaudium Press) O sacerdote irlandês, Michael McDonagh, nomeado exorcista do Patriarcado Latino de Jerusalém para Israel e os territórios palestinos pelo Arcebispo Pierbattista Pizzaballa, comentou sobre o seu ofício.

Ele costuma viajar por toda a região atendendo as pessoas que precisam dele, analisando cada caso, abençoando, orando e executando os exorcismos quando necessário, em pessoas possuídas pelo demônio. Suas armas são o Rito do Exorcismo, a água e o sal abençoados e as orações de cura e libertação.

A atuação do demônio no mundo de hoje

O Padre McDonagh adverte as pessoas que, ao invés de buscar ajuda de um exorcista, procuram sheiks, xamãs ou feiticeiros que tentam tirar proveito da boa Fé do povo afirmando serem capazes de expulsar demônios na Terra Santa.

Segundo o exorcista oficial da Terra Santa, quem busca esse tipo de ajuda é colocado em um reino contrário ao Reino de Cristo. “Sheiks, xamãs e feiticeiros obtêm seu poder do mundo dos espíritos e recebem poder deles com conhecimentos e habilidades precisas. O perigo é se expor ao reino das trevas ao se submeter a tais pessoas”.

Tratando sobre a atuação do demônio no mundo de hoje, o exorcista irlandês assegura que uma influência diabólica é tudo o que “concerne ou caracteriza o demônio” e supõe a “apropriação especialmente perversa e cruel realizada por um demônio. É um poder que afeta uma pessoa, lugar, coisa ou acontecimento”.

Atividades demoníacas ordinárias e extraordinárias

A Igreja Católica ensina que há duas categorias de atividade demoníaca: a atividade ordinária e a extraordinária. O sacerdote explica que “a atividade diabólica ordinária geralmente está associada à tentação e é uma batalha que dura a vida toda”. Essa tentação, da qual qualquer pessoa pode ser vítima, é extremamente séria quando leva ao pecado mortal e, como tal, não deve ser tratada levianamente.

Segundo o Padre McDonagh, “a grande maioria dos casos de atividade diabólica extraordinária começam como uma atividade diabólica ordinária”. De fato, ele ressalta que a atividade diabólica extraordinária recebe esse título não apenas por ser rara, mas por ser fora do comum.

“Em atividades diabólicas extraordinárias, Satanás pode tomar posse completa do corpo de uma pessoa, embora não da alma. Satanás fala e atua sem o conhecimento ou consentimento da vítima, que, portanto, é moralmente irrepreensível”, destaca.

Conselhos para se proteger do demônio

O exorcista do Patriarcado Latino de Jerusalém para Israel explicou ainda que “a melhor proteção contra o demônio é a oração e os sacramentos (a Confissão e a Eucaristia): nada destrói com mais força a influência demoníaca do que a recepção digna do Corpo de Cristo, agir bem vivendo uma vida espiritual”.

Além disso, “as pessoas que realizam qualquer trabalho ou enfrentam um perigo específico relacionado ao campo demoníaco podem usar a invocação de São Miguel Arcanjo, que é altamente eficaz. Também podem pedir proteção ao seu anjo da guarda ou a Deus diretamente”.

A importância de abençoar as casas e frequentar o sacramento da penitência

Por fim, o Padre McDonagh aconselha que as casas sejam abençoadas e que o proprietário ou inquilino deve aspergir água benta (feita assim pela oração de exorcismo e benção do sal e da água, tirada do antigo Ritual Romano, ou água benta na Festa da Epifania), também ter crucifixos bentos, imagens da Mãe Santíssima, etc”.

O Sacramento da Reconciliação também é muito importante, pois ele “é especialmente poderoso para repelir demônios precisamente porque, por meio dele, os destinatários do sacramento são realmente perdoados de seus pecados. Além disso, recebem a graça santificadora que pode ser útil para evitar o pecado no futuro”.

“Uma pessoa que recebe o sacramento com frequência estará melhor fortalecida contra ataques demoníacos. Quem não frequenta o sacramento ou vai pouco e sem entusiasmo ficará mais sujeito à atividade demoníaca”, alerta.

De acordo com o exorcista, “participar do sacramento da Penitência é também participar da luta contra o mal, no sentido de que, ao receber este sacramento regularmente, a pessoa demonstra o compromisso de viver com e para Cristo. Portanto, essa pessoa é fortalecida pelo próprio Cristo e, portanto, é muito mais capaz de rejeitar o demoníaco”, concluiu. (EPC)

The post Exorcista dá conselhos para quem quer se proteger do demônio appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias