19 C
São Paulo
sexta-feira, abril 23, 2021

Extremismo religioso e pandemia levam Indonésia preocupar-se com segurança dos cristãos no Natal

Segurança durante cerimônias de Natal e Ano Novo: ponto de preocupação para governo, polícia, sociedade civil e comunidade cristã na Indonésia.

Segurança durante cerimônias de Natal e Ano Novo: ponto de preocupação para governo, polícia, sociedade civil e comunidade cristã na Indonésia.

Jacarta – Indonésia (18/12/2020, 12:35, Gaudium Press) Na Indonésia, a segurança durante as cerimônias cristãs de celebrações do Natal e do Ano Novo tem sido um ponto de particular preocupação para os diversos governos locais.
Também a polícia, organizações da sociedade civil e das comunidades religiosas estão preocupadas com a segurança dos católicos.

Em anos recentes, os cristãos foram vítimas de ataques terroristas enquanto realizavam cerimônias de Natal

Em anos recentes, os cristãos foram vítimas de ataques e violência durante esse período de comemorações religiosas cristãs.
No ano 2000, em vários lugares da Indonésia, como Jacarta, Bekasi, Sukabumi, Mataram, Pematangsiantar, Medan, Batam e Pekanbaru, uma série de bombas explodiu no dia 24 Dezembro.
Ataques semelhantes também ocorreram em 2004, enquanto o episódio mais recente de violência foi o ataque terrorista contra várias igrejas em Surabaya, Java Oriental em 2018.

Preocupação em prevenir e evitar a violência que marcou esse período em um passado ainda recente

Precauções estão sendo tomadas com o objetivo de prevenir e evitar a violência que tragicamente marcou esse período em um passado ainda recente: há mais de 8 mil membros das forças de segurança indonésias (incluindo o exército, a polícia, a guarda local) em serviço na região de Jacarta.
Sua ação estará destinada a guardar as igrejas, zelar e proteger o desenrolar pacífico das celebrações do Natal.

“Há 361 igrejas localizadas perto de mesquitas em diferentes partes do país, portanto, atenção especial deve ser dada”, disse Yusri Yunus, chefe do Departamento de Relações Públicas da Polícia Regional de Jacarta.

Na província de Bengkulu, na ilha de Sumatra, a polícia também se preparou para organizar o serviço de segurança de Natal em toda a província e garantir a segurança da comunidade, instalando postos militares perto de locais de culto, locais públicos muito frequentados e estradas provinciais.

Segurança durante cerimônias de Natal e Ano Novo: ponto de preocupação para governo, polícia, sociedade civil e comunidade cristã na Indonésia.

Precauções também com as comemorações de um Natal ainda marcado pela pandemia da covid-19

Neste Natal de 2020 marcado pela pandemia do coronavírus, numa carta pública o Ministro dos Assuntos Religiosos da Indonésia, Fachrul Razi, escreveu que, na situação de emergência ligada à pandemia, a minoria cristã, poderá celebrar o Natal nas igrejas, sendo respeitados pela assembleia de fiéis os protocolos anti-Covid estabelecidos: uso de máscara, higienização, distanciamento, utilização de 50% da capacidade normal do edifício, e que seja garantida a transmissão online dos atos religiosos.

Num país de 270 milhões de habitantes, apenas 7 milhões são católicos

A Indonésia é um país de 270 milhões de habitantes, com a maior população muçulmana do mundo (230 milhões).
Existem 24 milhões de cristãos no país, dos quais 7 milhões são católicos. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações FIDES)

The post Extremismo religioso e pandemia levam Indonésia preocupar-se com segurança dos cristãos no Natal appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × um =

- Advertisement -

Ultimas Notícias