23.5 C
São Paulo
quinta-feira, maio 6, 2021

Hoje: Terço pelo fim da pandemia no Santuário de Częstochowa, na Polônia

Quantos problemas deveria, ó Mãe, ter-Te apresentado neste encontro, catalogando-os um a um. Confio-os todos a Ti, porque Tu os conheces melhor que nós e de todos tomas cuidado.

Quantos problemas deveriam, ó Mãe, ter-Te apresentado neste encontro, catalogando-os um a um. Confio-os todos a Ti, porque Tu os conheces melhor que nós e de todos tomas cuidado.

Redação (03/05/2021,  13:15, Gaudium Press) Nesta segunda-feira, 3 de maio, o Terço pelo fim da pandemia será rezado no Santuário de Nossa Senhora de Częstochowa na Polônia com a intenção de pedir pelos contaminados e doentes da pandemia do coronavírus.

Com a intenção de invocar junto a Nossa Senhora o fim da pandemia do coronavírus, durante todo o mês de maio, trinta dos mais representativos Santuários Marianos em todo o mundo, conduziram a cada dia a recitação do Terço em uma maratona de oração que tem como tema: “De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus”.

Nesta segunda-feira, 3 de maio, o terço será rezado a partir do Santuário de Nossa Senhora de Częstochowa, na Polônia com intenção de pedir pelos contagiados e doentes. A oração terá início às 13 horas, horário de Brasília.

Nossa Senhora de Czestochowa, ou a Virgem Negra

Diz a tradição que o quadro de Nossa Senhora de Czestochowa, ou Nossa Senhora Negra, que se venera no Santuário polonês é uma cópia fiel da pintura da Vigem Maria com o menino Jesus feita por São Lucas e que foi pintada pelo apóstolo durante várias visitas que ele fez a Nossa Senhora para ouvir as histórias da infância de Jesus.

Narra a tradição milenar que por volta do ano 323, Santa Helena foi à Terra Santa procurar o Santo Lenho e lá recebeu de presente o ícone da Virgem e do Menino Jesus.

Depois de encontrar a Santa Cruz, Santa Helena enviou os dois para seu filho, o Imperador Constantino.

Constantino tinha recém convertido ao cristianismo e instalou o quadro em uma capela particular de seu palácio. Depois de mais de 400 anos, o quadro foi transferido para a capela do castelo Belz, na Rússia, onde permaneceu por mais longos anos.

Quando a Rússia perdeu uma guerra para Hungria e a Polônia, o quadro foi levado para a Polônia.

Desde então o quadro percorreu longas distâncias pelo mundo afora, nas mãos de imperadores, reis e rainhas, recebeu ornamentos de ouro, sobreviveu a guerras e conflitos, até que em 1382 o quadro foi confiado aos cuidados dos Frades Paulinos.

Com a ajuda do príncipe Ladislau eles construíram um convento e uma igreja para no lugar conhecido como Jasna Góra (Monte Claro), nas proximidades da cidade de Czestochowa, na Polônia, para lá o quadro ser colocada e exposto à veneração dos fiéis.

E esse é o local onde hoje será rezado o terço da maratona de orações para pedir pelo fim da pandemia do coronavírus.

João Paulo II, um fiel devoto da Virgem Negra e peregrino constante

Grande devoto da Santíssima Virgem, o Papa João Paulo II, o Papa que veio da Polônia, sempre teve seus olhos voltados a Virgem Negra, Nossa Senhora de Czestochowa.

Nas suas várias viagens à Polônia durante seu Pontificado de 27 anos, o Papa João Paulo II sempre foi visitar a Virgem de Jasna Gora, no Santuário de Nossa Senhora de Czestochowa.

Em sua primeira visita, em 1979, o Papa consagrou o santuário, e na ocasião rezou:

“Desejo hoje, vindo a Jasna Gora como primeiro Papa-peregrino, renovar este patrimônio de confiança, de consagração e de esperança, que tão entusiasticamente foi aqui acumulado pelos meus Irmãos no Episcopado e pelos meus compatriotas. E, portanto, confio-Te, ó Mãe da Igreja todos os problemas desta Igreja, toda a sua missão.
(…) Quantos problemas deveria, ó Mãe, ter-Te apresentado neste encontro, catalogando-os um a um. Confio-os todos a Ti, porque Tu os conheces melhor que nós e de todos tomas cuidado.
Faço-o no lugar da grande consagração, do qual se abarca não só a Polônia, mas toda a Igreja nas dimensões dos países e dos continentes: toda a Igreja no Teu Coração maternal”.

Papa Francisco reza à Virgem Negra de Częstochowa

O Papa Francisco, visitou o Santuário de Częstochowa por ocasião da XXXI Jornada Mundial da Juventude em 2016.
No dia em que a Polônia celebra a Solenidade de Nossa Senhora Negra de Częstochowa, 26 de agosto de 2020, o Papa dirigiu as seguintes palavras ao povo polonês confiando a Polônia e toda a humanidade à proteção materna da Virgem:

“Uno-me hoje aos milhares de peregrinos que se reúnem, junto com o episcopado polonês, para confiar a si mesmos, às suas famílias, à nação e a toda a humanidade a sua proteção maternal. Rezem à Mãe de Deus para que interceda por todos nós e, especialmente, por aqueles que, de diferentes formas, sofrem por causa da pandemia, e leve alívio a eles” (JSG)

(Foto Unitur)

The post Hoje: Terço pelo fim da pandemia no Santuário de Częstochowa, na Polônia appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × cinco =

- Advertisement -

Ultimas Notícias