Jesus não é um Deus distante, Ele reza sempre conosco, diz Papa na Audiência Geral

Must Read

1º Domingo do Advento

(roxo, creio, prefácio do Advento I – 1ª semana do saltério) A vós, meu Deus, elevo a minha alma. Confio...

São Francisco Antônio Fasani, modelo de Sacerdote

São Francisco Antônio Fasani, verdadeiro amigo do seu povo, foi para todos irmão e pai O santo de hoje nasceu...

Um feliz Ano Novo!

Somos convidados a uma séria preparação para o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo; e qual o melhor meio...


Quando todo o povo ia sendo batizado, também Jesus o foi. E estando Ele a orar, o céu abriu-se: Jesus abre a porta do céu e dele desce o Espírito Santo.

Quando todo o povo ia sendo batizado, também Jesus o foi. E estando Ele a orar, o céu abriu-se: Jesus abre a porta do céu e dele desce o Espírito Santo.

Cidade do Vaticano (28/10/2020, 10:20, Gaudium Press) Na Audiência Geral desta quarta-feira, 28/10, o Papa Francisco deu continuidade ao ciclo de catequeses que vem realizando semanalmente sobre a Oração. 
No tema tratado hoje, o Papa fez reflexões sobre “Jesus, homem de oração”. Novamente o encontro semanal do Papa com fiéis e peregrinos deu-se na Sala Paulo VI.

O primeiro ato público de Jesus é a participação numa oração com o povo

Em suas palavras, Francisco recordou que o iniciou da missão pública de Jesus deu-se com o batismo no Rio Jordão quando os Evangelistas narram o “modo como todo o povo se reuniu em oração, e especificam que este encontro teve um claro caráter penitencial. As pessoas iam a João Batista para serem batizadas, para o perdão dos pecados. Há um caráter penitencial, de conversão”, disse Francisco.

“O primeiro ato público de Jesus é a sua participação numa oração comum do povo, uma oração ao povo que procura o batismo, uma prece penitencial, na qual todos se reconhecem pecadores”.

Quando todo o povo ia sendo batizado, também Jesus o foi. E estando Ele a orar, o céu abriu-se: Jesus abre a porta do céu e dele desce o Espírito Santo.

Jesus reza sempre conosco, nunca rezamos sozinhos

Jesus, recordou o Papa, “reza com os pecadores do povo de Deus. Coloquemos isso na cabeça: Jesus é justo, não é pecador. Ele quis vir até nós, pecadores. Jesus sempre reza conosco. Ele está conosco e no céu reza por nós. Jesus sempre reza com o seu povo, sempre reza conosco.

Nós nunca rezamos sozinhos, sempre rezamos com Jesus. Não permanece na margem oposta do rio, para marcar a sua diversidade e distância do povo desobediente, mas mergulha os seus pés nas mesmas águas de purificação. Ele age como um pecador. E esta é a grandeza de Deus que enviou seu Filho e se aniquilou e apareceu como um pecador”.

Jesus não é um Deus distante, e não o pode ser

Francisco quis mostrar em sua reflexão que “ao inaugurar sua missão, Jesus coloca-se à frente de um povo de penitentes, como se estivesse encarregado de abrir uma brecha pela qual todos nós, depois d’Ele, devemos ter a coragem de passar. Mas a estrada, o caminho é difícil, mas ele vai abrindo o caminho.”

A oração de Jesus abre as postas do Céu e traz o Espírito Santo

Para o Pontífice, o Evangelho de Lucas destaca sobretudo a atmosfera de oração em que o batismo de Jesus teve lugar: ‘Quando todo o povo ia sendo batizado, também Jesus o foi. E estando Ele a orar, o céu abriu-se’.
Rezando, Jesus abre a porta do céu, e daquela brecha desce o Espírito Santo.

“Eis a grandeza única da oração de Jesus: o Espírito Santo apodera-se da sua pessoa e a voz do Pai atesta que Ele é o amado, o Filho em quem se reflete plenamente”.

Esta prece de Jesus feita nas margens do Jordão, “será ao longo da sua vida terrena, no Pentecostes se tornará, pela graça, a oração de todos os batizados em Cristo. Ele próprio obteve este dom para nós e convida-nos a rezar como Ele rezou”.

E se, ao rezar, nos sentirmos fracos e vazios, o que fazer?

Em suas palavras sobre a oração, o Papa da dificuldade ao rezar por causa de alguma tentação:

“Se numa noite de oração nos sentirmos fracos e vazios, se nos parecer que a vida tem sido completamente inútil, nesse momento devemos implorar que a prece de Jesus se torne também nossa.

Eu não posso rezar hoje, não sei o que fazer, não sou digno, digna. Naquele momento, Jesus, que a tua oração seja a minha. Confiar que ele reze por nós.

Naquele momento ele está diante do pai rezando por nós. É o intercessor. Mostra ao Pai as suas chagas por nós. Confiamos nisso e se confiamos, então ouviremos uma voz do céu, mais alta do que a voz que se eleva da nossa ignomínia, sussurrando palavras de ternura: “Tu és o amado de Deus, tu és filho, tu és a alegria do Pai que está nos céus”.  (JSG)

The post Jesus não é um Deus distante, Ele reza sempre conosco, diz Papa na Audiência Geral appeared first on Gaudium Press.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + quatro =

Latest News

1º Domingo do Advento

(roxo, creio, prefácio do Advento I – 1ª semana do saltério) A vós, meu Deus, elevo a minha alma. Confio...

São Francisco Antônio Fasani, modelo de Sacerdote

São Francisco Antônio Fasani, verdadeiro amigo do seu povo, foi para todos irmão e pai O santo de hoje nasceu em Lucera (Itália), a 6...

Um feliz Ano Novo!

Somos convidados a uma séria preparação para o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo; e qual o melhor meio de fazê-lo, senão pelo exemplo...

Por que o Advento?

Advento! O Natal se aproxima: É o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós Esperemos Jesus que vem...

Colégio de Cardeais tem 900 anos: veja sua história, números e curiosidades

O Consistório de hoje é o sétimo convocado por Francisco, eleva o número de presenças no Colégio Cardinalício para 229, 101 não-eleitores. Redação (28/11/2020, 11:50,...

More Articles Like This

mersin escort - casinomeritroyal.com - Goldenbahis -
Dumanbet