No dia 3 de março de 2018, foi publicado o decreto “Ecclesiae Mater”, com o qual o Papa Francisco instituiu uma nova memória litúrgica, dedicada à veneração de Nossa Senhora sob o título de Mãe da Igreja. Com esta doce expressão, os fiéis recordam a função maternal que Maria Santíssima exerce no Corpo místico de Cristo, não só na qualidade de seu membro mais excelente, mas como verdadeira Mãe de todo o Povo de Deus na ordem da graça: Ela, sendo Mãe do Redentor, é por isso mesmo Mãe dos redimidos; Ela, que sem dores gerou em Nazaré a nossa divina Cabeça, com dores de Compadecida gerou-nos os membros no monte Calvário. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 10 de junho, e recorramos hoje com toda confiança àquela que nos cobre sempre com os seus cuidados ternos de Mãe e Senhora.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here