20 C
São Paulo
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Mons. Ganswein critica o caminho sinodal alemão e a manipulação da pandemia

O secretário do Papa emérito foi entrevistado pela Vatican Magazine.  

Redação (01/12/2021 12:25, Gaudium Press) Mons. Georg Ganswein, secretário do Papa Emérito Bento XVI, emitiu suas opiniões à Vatican Magazine sobre o chamado caminho sinodal alemão e a manipulação da pandemia pela Igreja alemã .

O Arcebispo afirmou que nunca compreendeu “porque as autoridades eclesiásticas às vezes se anteciparam às diretrizes do Estado e foram tão excessivamente leais ao Estado durante a crise”. Ele também questionou sobre “os protocolos de higiene que substituíram o cuidado pastoral” em muitas paróquias alemãs.

Falando das recentes críticas do bispo de Regensburg sobre o desenvolvimento do caminho sinodal alemão, Mons. Ganswein disse que o Mons. “Voderholzer tem razão quando fala sobre o abuso do abuso”, ou seja, usar o tema dos abusos sexuais na Alemanha para realizar uma revolução doutrinal. O caminho sinodal quer aplicar “reformas eclesiásticas internas que conduzem para fora da comunhão com a Igreja universal”. Se os bispos não puserem um fim nas “exigências irreais” deste caminho sinodal, Roma será o fim.

Mons. Ganswein se perguntou, algo que faz “junto com muitas pessoas simples de fé”, “se o caminho sinodal contribui com algo para a fé”. Até agora, “pouco positivo se ouviu falar de um aprofundamento e renovação da fé desde o estabelecimento do catolicismo alemão”.

Por outro lado, vê-se que ali se reúnem muitas pessoas politicamente ativas que, embora sejam de origem católica, têm uma visão teológica diferente da do magistério em questões centrais.

Com informações Infocatolica.

The post Mons. Ganswein critica o caminho sinodal alemão e a manipulação da pandemia appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias