21.9 C
São Paulo
quarta-feira, outubro 27, 2021

Na Índia, em 4 dias, covid-19 mata 14 sacerdotes

A segunda onda de infecções geradas pelo coronavírus parece, humanamente falando, não ter limites. Entre os dias 20 e 23 de abril, 14 sacerdotes morreram vítimas da pandemia.

A segunda onda de infecções geradas pelo coronavírus parece, humanamente falando, não ter limites. Entre os dias 20 e 23 de abril, 14 sacerdotes morreram vítimas da pandemia.
Redação (26/04/2021, 17:30, Gaudium Press) A segunda onda de casos de coronavírus tem enchido todos os espaços da mídia com cenas angustiantes e os recordes de vítimas são ultrapassados diariamente.

Tudo tem concorrido para agravar a situação e a esperança dos que têm fé repousa na misericórdia divina.

Recordes que ultrapassam recordes, motivos para crescer na confiança e esperança

Na Índia os recordes de vítimas se ultrapassam a si mesmo, as infecções e os números de contaminações já ultrapassam 16 milhões de casos.

A crise da saúde também afetou o atendimento dos atos religiosos relacionados aos ritos dos últimos sacramentos.

A Igreja Católica na Índia, que compreende o Rito Latino e as Igrejas Católicas de Rito Oriental Siro-Malabar e Siro-Malankara, tem mais de 30.000 padres, diocesanos e religiosos.
Os 14 que morreram nos últimos 3 dias estão entre os mais de 20 padres que a Igreja perdeu com o vírus no mês passado, relata o Matters India.

Entre os dias 20 e 23 de abril, 14 sacerdotes morreram vítimas da pandemia.

A última vítima da Covid-19 foi o padre Lijo Thomas, da arquidiocese de Nagpur.
O padre de 38 anos morreu em 23 de abril no Hospital Christ, Chandrapur, no estado indiano de Maharashtra, um dos estados mais afetados da Índia.

Horas antes, a diocese de Dumka, no estado indiano de Jharkhand, perdeu o padre S. Christudas, um ativista dos direitos tribais. O padre de 58 anos havia se recuperado de Covid-19 há alguns dias, mas morreu após sofrer uma queda.
No mesmo dia, o vírus mortal ceifou a vida dos padres Srinivasan, membro da província jesuíta de Madurai, Diago Dsouza da província jesuíta de Bombaim e Arulsamy da arquidiocese de Bhopal, no estado indiano central de Madhya Pradesh.

No último dia 22 de abril, os padres Martin Anthony da arquidiocese de Bangalore e Praveen Hrudayaraj da província jesuíta de Karnataka entregaram suas almas a Deus.
A Diocese de Lucknow, no estado de Uttar Pradesh, perdeu o Padre Basant Lakra em 21 de abril. No mesmo dia faleceram os padres George Karamayil, SJ de Patna, Thomas Akkara, SVD, Joseph Cherusseril da Arquidiocese de Raipur e Theodore Toppo da Congregação, Carmelita da Imaculada da Diocese de Jagdalpur.

Em 20 de abril, a Arquidiocese de Raipur, no estado de Chhattisgarh, na Índia central, perdeu o padre Antony Kunnath.
O padre Sanjay Francis, da diocese de Meerut, também faleceu no mesmo dia.

Um modo eficiente de ajudar as vítimas

Certamente, se estivéssemos com eles antes que morressem, todos eles pediriam nossas orações pelo eterno descanso de cada um deles.

As orações são retroativas e, mesmo não tendo ouvido deles este pedido, podemos pedir que o Pai Celeste os tenha recebido no Paraíso:

–Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em Paz.
Amém!

The post Na Índia, em 4 dias, covid-19 mata 14 sacerdotes appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias