19.6 C
São Paulo
segunda-feira, outubro 25, 2021

Não é sábio criar uma “província cristã” no Iraque, afirma Cardeal Patriarca da Babilônia

Um “enclave cristão” acabaria por tornar-se em um verdadeiro “bode expiatório” nas lutas contínuas entre facções sectárias que pululam no Iraque atual.

Um “enclave cristão” acabaria por tornar-se em um verdadeiro "bode expiatório" nas lutas contínuas entre facções sectárias que pululam na região.

Redação (29/12/2020, 11:25, Gaudium Press) A solução para os problemas enfrentados pelos cristãos no Iraque não passa pela criação de um “enclave cristão” baseado na Planície de Nínive. Esse “enclave” acabaria tornando um verdadeiro “bode expiatório” nas lutas entre as várias facções sectárias que pululam na região.

Essa afirmação foi feita no Iraque pelo patriarca da Babilônia dos Caldeus, cardeal Louis Raphaël I Sako, numa entrevista concedida à  “Rudaw TV”, uma emissora que tem sua sede no Curdistão iraquiano. Nesta mesma ocasião, o Patriarca Caldeu da Babilônia externou repetidamente suas reservas sobre uma propalada possibilidade de se estabelecer na Planície de Nínive uma área “protegida” para que os cristãos possam ali viver.

A opinião externada pelo Cardeal Sako é de que “É melhor para nós agora convivermos com nossos vizinhos”.

Por isso, “Pedimos a todos que respeitem nossos direitos, não tentando mudar o equilíbrio nas regiões em que vivemos. Se tentarmos pedir uma província ou uma área com status especial para os cristãos, acabaremos pagando um preço mais alto.”

Não é sábio pedir autonomia dentro de uma província: nos tornaríamos o “bode expiatório” entre os contendentes”

Os cristãos –explicou o Cardeal Patriarca em sua entrevista para a “Rudaw TV”– representam na sociedade iraquiana um componente “sem milícias”, sem aparatos de proteção tribal, e neste tempo em que o país é continuamente dilacerado por tensões e conflitos “não é sábio pedir autonomia para nós dentro de uma província. Desse modo, nos tornaríamos o “bode expiatório” entre os contendentes”.

“É melhor para nós agora conviver com nossos vizinhos.
Pedimos a todos que respeitem nossos direitos, não tentando mudar o equilíbrio nas regiões em que vivemos.
Se tentarmos pedir uma província ou uma área com status especial para os cristãos, acabaremos pagando um alto preço.”

Ainda antes de encerrar sua entrevista, o Patriarca caldeu Sako expressou mais vezes para a “Rudaw TV” suas reservas sobre a possibilidade de estabelecer na Planície de Nínive uma área “protegida” para os cristãos.

Situação histórica da Província de Nínive

A Província de Nínive é historicamente pontilhada por cidades e vilarejos de maioria cristã.

Já de há muito ela está no centro de projetos ideais que visam criar uma área independente do ponto de vista político-administrativo.

Em sua recente entrevista o patriarca caldeu reiterou que grande parte dos cristãos que em 2014 fugiram da Planície de Nínive diante do avanço das milícias do autoproclamado Estado Islâmico (Isis) não está voltando para suas terras de origem.

Os antigos habitantes da Planície “perderam a confiança em seus vizinhos”, que em muitas situações locais tomaram posse de suas propriedades e casas, explicou o Cardeal, acrescentando justificativas para sua opinião, antes de encerrar sua entrevista. (JSG)

(Foto VaticanMedia)

The post Não é sábio criar uma “província cristã” no Iraque, afirma Cardeal Patriarca da Babilônia appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias