O inferno não é incompatível com o amor de Deus?

Must Read

Santa Úrsula

Úrsula nasceu no ano 362, filha dos reis da Cornúbia, na Inglaterra. A fama de sua beleza se espalhou...

29ª Semana do Tempo Comum – Quarta-feira

Primeira Leitura: Efésios 3,2-12 Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – Irmãos, se ao menos soubésseis da graça que...

Arcebispo Australiano questiona Restrições do Governo a propósito da Covid-19

As pessoas estavam prontas para lampejos de esperança, mas não houve muita esperança oferecida às pessoas de Fé: as...


– Eu sei que a Bíblia ensina que existe o inferno, mas eu não acredito nisso. O inferno é incompatível com o amor de Deus. (Anônimo)


Não é incompatível porque Deus nos dá o poder de escolher, poder este essencial para a habilidade de amar. Escolher Deus implica em Céu; rejeitá-Lo implica em Inferno. Por quê? Porque Deus é a fonte de toda bondade, vida e felicidade. Se você se afasta Dele, estará se afastando destas coisas também.

Que espécie de Céu seria esse se Deus forçasse aqueles que não O amam a passar toda a eternidade com Ele? Isto seria amor? [Para os que O rejeitaram] isto seria menos tormentoso do que o Inferno?

Se você crê em um Deus de amor que permite que o mal exista no mundo, você não poderá também negar que Deus permite o Inferno. Se Deus permite que nesta vida aconteçam coisas ruins com pessoas boas, por que Ele não deveria permitir que coisas ruins acontecessem a pessoas ruins na próxima vida, especialmente se foram elas mesmas que escolheram isso para si?

Decidindo a favor ou contra Deus nesta vida estaremos determinando como nossas histórias terminarão, o que finalmente iremos ser. Não é algo que Deus nos impõe; a escolha é nossa. Como C.S.Lewis observou, as portas do Inferno estão trancadas pelo lado de dentro.

1 COMENTÁRIO

  1. Ainda que a misericórdia de Deus seja infinita e superior a todo e qualquer pecado, a liberdade do homem é sempre respeitada por Deus e, se livremente O rejeita/nega, Deus sempre respeita a livre opção humana, ainda que “triste” pela opção desse Seu filho. Qual o pai que fica indiferente a uma atitude frontal de negação ou rejeição dessa paternidade feita por um filho seu? O Pai – DEUS – sempre estará de braços abertos para receber esse filho, caso ele arrependido lhe venha pedir perdão, ainda que seja no último instante da vida. Neste sentido, o inferno é consequência da rejeição/negação de Deus feita livremente pelo homem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis + 8 =

Latest News

Santa Úrsula

Úrsula nasceu no ano 362, filha dos reis da Cornúbia, na Inglaterra. A fama de sua beleza se espalhou...

29ª Semana do Tempo Comum – Quarta-feira

Primeira Leitura: Efésios 3,2-12 Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – Irmãos, se ao menos soubésseis da graça que Deus me concedeu para realizar...

Arcebispo Australiano questiona Restrições do Governo a propósito da Covid-19

As pessoas estavam prontas para lampejos de esperança, mas não houve muita esperança oferecida às pessoas de Fé: as piscinas e os Pet Shops...

Exposição dedicada a São João Paulo II é inaugurada em Roma

A exposição acontece por ocasião do centenário do nascimento de Karol Wojtyla, ficará aberta ao público até 2 de abril de 2021, aniversário de...

Bento XVI: silêncio, espera e desenlace

Bento XVI, figura sobre a qual os séculos futuros muito hão de falar, continua sendo personagem de proa das inquirições sem-fim que deixam todo...

More Articles Like This