Ordenação de mulheres não é solução para a Igreja, assegura autoridade vaticana

Must Read

Eslováquia: Marcha em Defesa da Vida reúne 50 mil manifestantes em Bratislava

Com a participação de milhares de jovens, a Marcha pela Vida na Eslováquia, promovida pela Conferência Episcopal e pela...

História da Igreja – A Legião Fulminante

No pontificado de São Sotero (166-175), o Imperador Marco Aurélio e seus soldados, cercados pelos bárbaros, morriam de sede....

Sobre as restrições às missas, o Arcebispo de São Francisco afirma: estamos chegando no limite

Mons. Cordileone convocou, nesse domingo, uma manifestação, durante a qual foram celebradas várias Eucaristias, terminando na Prefeitura. Redação (22/09/2020...



O Prefeito do Dicastério para os Leigos, a Vida e a Família, Cardeal Kevin Farrell, assegurou que a ordenação sacerdotal das mulheres “não é a solução” para a Igreja Católica.

Em entrevista concedida à revista Intercom na Irlanda, recolhida em 3 de julho pelo jornal ‘The Irish Times’, o Cardeal norte-americano sublinhou que “a ordenação de mulheres realmente não é a solução para a Igreja porque, se só ordenam mulheres, elas seriam isoladas, se continuar o sistema, se não mudar as estruturas”.

“Queremos transformá-las em clérigos? Não queremos isso. Elas devem ser pessoas do mundo que vivem no mundo”, assinalou.

O Cardeal também comentou que o Papa Francisco viu “que a Cúria Romana está sobrecarregada de clérigos e não deveria ser assim. As funções administrativas dentro da Igreja podem ser realizadas por qualquer pessoa. Não precisam ser necessariamente realizadas pelos sacerdotes, também podem ser leigos”.

Nesse sentido, explicou que o Santo Padre, “pela primeira vez na história da Igreja”, nomeou mulheres como consultoras da Congregação para a Doutrina da Fé, “a qual é considerada, querendo ou não, a ‘zona de poder’ do Vaticano”.

O Papa também nomeou três mulheres em cargos importantes no Dicastério presidido pelo Cardeal Farrell. “Francisco está colocando mulheres em posições de poder”, afirmou o Purpurado. Além disso, estas senhoras “não são consagradas de comunidades leigas, mas são casadas”.

Após lamentar que a Igreja em alguns lugares “ainda é muito clericalista”, o Cardeal indicou que “os sacerdotes não são os melhores para preparar os outros para o matrimônio”. “Eles não têm credibilidade porque nunca tiveram esta experiência. Podem saber teologia, a teoria da teologia dogmática, mas não colocam em prática todos os dias… eles não têm experiência”, disse.

O Cardeal Farrell fez estas declarações em Dublin (Irlanda), país que de 21 a 26 de agosto será sede do Encontro Mundial das Famílias, do qual o Papa Francisco participará.

 

Fonte : ACIdigital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × cinco =

Latest News

Eslováquia: Marcha em Defesa da Vida reúne 50 mil manifestantes em Bratislava

Com a participação de milhares de jovens, a Marcha pela Vida na Eslováquia, promovida pela Conferência Episcopal e pela...

História da Igreja – A Legião Fulminante

No pontificado de São Sotero (166-175), o Imperador Marco Aurélio e seus soldados, cercados pelos bárbaros, morriam de sede. Invocaram em alta voz a...

Sobre as restrições às missas, o Arcebispo de São Francisco afirma: estamos chegando no limite

Mons. Cordileone convocou, nesse domingo, uma manifestação, durante a qual foram celebradas várias Eucaristias, terminando na Prefeitura. Redação (22/09/2020 10:48, Gaudium Press) Não é...

Iêmen: guerra e pandemia ameaçam a vida das comunidades cristãs

A população católica do Iêmen sofre com a guerra e o coronavírus. Muitos cristãos deixarão o país diminuindo a já pequena comunidade cristã do...

João Paulo II incentiva os cristãos a não fugir dos problemas do mundo

Para muitos, evitar conflitos em um mundo em crise e dividido é tentador. Mas fugir dos problemas não é a melhor opção Reprodução web Enquanto um...

More Articles Like This