20 C
São Paulo
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Papa Francisco: compromissos concretos no Advento

Na meditação do Angelus de ontem, na Praça de São Pedro, Francisco aproveitou a leitura do Evangelho do dia para meditar sobre o Advento e a vinda do Senhor.  

Redação (13/12/2021 15:22, Gaudium Press) “O que devemos fazer?” (Lc 3, 10), perguntavam ao Batista. ‘O que devemos fazer?’ podemos também nos perguntar sobre a vinda do Deus Menino à gruta de Belém.

Um coração tocado pela presença do Senhor

Esta pergunta brota de um “coração tocado pelo Senhor, entusiasmado pela sua vinda e que nos leva a dizer: o que devemos fazer?” Quando um ente querido vem nos visitar, esperamos por ele “com alegria e impaciência” e nos preparamos, arrumando as coisas. “Assim é com o Senhor – disse o Papa – a alegria pela sua vinda faz-nos dizer: o que devemos fazer?”

Mas também, afirmou o Pontífice, “Deus eleva esta questão a um nível superior: o que fazer da minha vida? Para que sou chamado? O que me realiza?” E a resposta – disse ele – está no Evangelho.

“A vida tem uma missão para nós. Ela não é sem sentido, não é deixada ao acaso. Não! É um dom que o Senhor nos dá, dizendo-nos: descubra quem você é e trabalhe para realizar o sonho que é a sua vida! ”

“Cada um de nós – não nos esqueçamos – é uma missão a ser realizada. Portanto, não tenhamos medo de perguntar ao Senhor: o que devo fazer? Insistiu Francisco.

 “O tempo do Advento é para isso: para parar e nos perguntarmos como podemos nos preparar para o Natal. Estamos ocupados com tantos preparativos, com os presentes e com coisas que passam, mas devemos nos perguntar o que fazer por Jesus e pelos outros”.

Compromissos concretos

Quando perguntavam a São João Batista o que fazer, ele oferecia respostas específicas, falando da “situação real das suas vidas”, visto que “a fé se encarna na vida concreta”. “Ela não é uma teoria abstrata e generalizada”, acrescentou, “ela toca a carne e transforma a vida de cada um”.

“Assumamos um compromisso concreto, ainda que pequeno, que se adapte à nossa realidade de vida e o procuremos concretizá-lo para nos prepararmos para este Natal. Por exemplo: eu posso ligar para aquela pessoa sozinha, visitar aquele idoso ou aquele doente, fazer alguma coisa para servir um pobre, alguém necessitado”.

Este tempo do Advento é também propício para saldar as dívidas que temos para com o Senhor, indicou o Pontífice.

“Talvez eu tenha negligenciado a oração e depois de muito tempo é hora de me aproximar do perdão do Senhor.” Vamos encontrar uma coisa específica e fazer!

“Que Nossa Senhora, em cujo ventre Deus se fez carne, nos ajude”.

Com informações Vatican News.

 

 

 

 

The post Papa Francisco: compromissos concretos no Advento appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias