20 C
São Paulo
sexta-feira, abril 15, 2022

Papa Francisco consagra a Rússia e a Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria

“Na tribulação desta guerra cruel e sem sentido que ameaça o mundo, se voltam para a Mãe, entregando-se totalmente para ela”, afirmou o Pontífice.

Cidade do Vaticano (25/03/2022 17:06, Gaudium Press) Na tarde desta sexta-feira, 25 de março, Solenidade da Anunciação do Senhor, o Papa Francisco, no âmbito da Celebração da Penitência, consagrou a Rússia e a Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria.

Esta fórmula não é algo ‘mágico’

Durante a cerimônia, que foi celebrada na Basílica de São Pedro, o Pontífice afirmou que esta fórmula não é algo ‘mágico’, mas um ato espiritual que reflete a confiança dos filhos que, “na tribulação desta guerra cruel e sem sentido que ameaça o mundo, se voltam para a Mãe, entregando-se totalmente para ela”.

O Santo Padre convidou os fiéis a aproximarem-se da reconciliação com Deus, que é deixar-se envolver pelo abraço divino que “nos surpreende e comove”. A confissão é um “ponto de virada espiritual” para um “renascimento interior” que “começa aqui, no perdão de Deus”. Francisco disse que este tempo quaresmal é justamente propício para nos reconciliarmos com Deus.

Não guardemos conosco nossas misérias

Em seguida, exortou aos sacerdotes, que administram o sacramento da confissão, que sejam arautos da misericórdia divina. “Na Confissão somos especialmente chamados a encarnar o Bom Pastor que toma suas ovelhas em seus braços e as acaricia; ser canais de graça, derramando a água viva da misericórdia do Pai na aridez do coração”, frisou.

Deus, que nos conhece, pede que não guardemos conosco nossas misérias, mas que “as levemos até Ele, as coloquemos diante dEle e, por motivos de desolação, elas se tornarão oportunidades de ressurreição. Não temas!”.

Precisamos da força sábia e pacífica de Deus

Sobre as dificuldades que enfrentamos hoje, em nível pessoal e social, como a guerra, Francisco disse que “nós não podemos resolver as contradições da história, nem mesmo as de nossos corações. Precisamos da força sábia e pacífica de Deus, que é o Espírito Santo”.

Por fim, o Pontífice consagrou a Rússia e a Ucrânia ao Coração de Maria, consagração que fez “em união com os Bispos e os fiéis do mundo”. “Desejo solenemente levar ao Imaculado Coração de Maria tudo o que estamos vivendo; renovar esta consagração da Igreja e de toda a humanidade e consagrar, de modo particular, o povo ucraniano e o povo russo, que com afeto filial a veneram como Mãe”. (EPC)

The post Papa Francisco consagra a Rússia e a Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias