10.9 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022

Religiosa italiana é assassinada no Haiti

Durante um ataque armado na capital do Haiti, uma religiosa italiana ficou gravemente ferida e faleceu em consequência dos ferimentos

Por sua morte e ressurreição, Cristo dá sentido ao nosso sofrimento e à nossa morte neste mundo", especialmente neste tempo marcado pela pandemia do coronavírus.

Redação (26/06/2022 11:45, Gaudium Press) A religiosa italiana, Irmã Luísa Dell’Orto, membro das Pequenas Irmãs do Evangelho de Carlos de Foucauld, foi morta no último sábado, 25 de junho, no Haiti. A religiosa estava nas ruas da cidade quando houve um ataque armado, no qual ela ficou gravemente ferida.

Irmã LuísaDell’Orto ainda foi transportada para o hospital de Bernard Mevs, porém faleceu pouco depois em consequência dos ferimentos. Na próxima segunda-feira, Irmã Luísa completaria 65 anos de idade.

Casa de Carlo, Kay Chal: atividades para as crianças

A religiosa era a principal responsável da “Casa de Carlo”, também conhecida como Kay Chal. O centro Kay Chal fica nos arredores mais pobres de Port-au-Prince e oferece às crianças haitianas atividades diversas como dança e outros esportes.

Em 2010, o centro foi destruído pelo terremoto que devastou o país. Três anos depois, após a reconstrução do centro, a religiosa disse em entrevista à Rádio Vaticana: “Tentamos dar uma mão para reconstruir os valores, o senso de dignidade, a possibilidade de não ser amaldiçoado, e que com a Boa Nova, com o Evangelho, Deus ama o povo haitiano”.

Decisão de permanecer nos momentos difíceis

Apesar do clima de violência que reina no Haiti, a religiosa decidiu permanecer, pois conforme ela explicou: “se alguém de sua família está doente, não é hora de deixá-lo sozinho. É quando somos mais próximos das pessoas. Este povo torna-se a nossa grande família, a família também dos filhos de Deus, e nesta família partilhamos as alegrias e os sofrimentos”.

Irmã Luísa estava há 20 anos no Haiti ao serviço dos mais necessitados, particularmente das crianças. A irmã biológica da religiosa morta, Maria Adele Dell’Orto, contou à Vatican News que se sente reconfortada, apesar do luto, ao saber que Irmã Luísa seguiu os passos do fundador “hoje eu penso que ela morreu como ele (São Carlos de Foucauld)”, explicou Maria Adele.

Homenagem do Papa a Irmã Luísa Dell’Orto

Após a recitação do Angelus deste domingo, 26 de junho, o Papa Francisco, enviou suas condolências à comunidade religiosa e aos familiares da religiosa assassinada: “Irmã Luísa fez de sua vida um dom para os outros até o martírio”, disse Francisco. O Papa também rezou pelo povo do Haiti a fim de que um futuro sereno, livre de miséria e de violência reine sobre a nação. (FM)

The post Religiosa italiana é assassinada no Haiti appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias