17.8 C
São Paulo
quinta-feira, abril 14, 2022

Retificação de Bento XVI: sacerdote pedófilo não foi designado para missão pastoral

O secretário pessoal de Bento XVI divulgou um comunicado de imprensa.

Redação (24/01/2022 16:17, Gaudium Press) Um comunicado de imprensa do Arcebispo Georg Gänswein, secretário pessoal de Bento XVI, chegou à redação da Gaudium Press a respeito do estrondo mediático orquestrado contra o Papa Emérito em consequência de uma publicação do relatório do escritório de advocacia Westpfahl Spilker Wastl sobre os abusos sexuais na Arquidiocese de Munique.

Por ocasião deste relatório, que já está recebendo inúmeros questionamentos, Bento XVI afirmou que não tinha participado de uma reunião em 15 de janeiro de 1980.

No seguinte comunicado à imprensa, Mons. Ganswein afirma que o Papa Emérito compareceu, mas retifica que nenhuma decisão foi tomada naquela reunião sobre a concessão de uma posição pastoral a um sacerdote abusador.

Segue abaixo o depoimento traduzido para o português.

O arcebispo Mons. Georg Gänswein, secretário particular do Papa Emérito Bento XVI, declarou hoje, em Roma:

“Desde a tarde de quinta-feira, o Papa Emérito Bento XVI tem à sua disposição em formato PDF o relatório do escritório de advocacia de Munique Westpfahl Spilker Wastl, apresentado no mesmo dia.

Atualmente, lê com atenção os depoimentos ali registrados, que o enchem de vergonha e dor pelo sofrimento infligido às vítimas.

Embora ele tente ler o relatório rapidamente, pede que se compreenda que a revisão completa levará algum tempo devido à sua idade e estado de saúde, mas também devido às grandes dimensões do documento. Haverá uma declaração sobre o relatório.

No entanto, ele quer esclarecer agora que, ao contrário do que foi declarado na audiência, ele estava na reunião do Ordinariato, em 15 de janeiro de 1980.

Portanto, a afirmação em contrário estava objetivamente incorreta. Ele gostaria de enfatizar que isso não foi feito de má-fé, mas foi resultado de um descuido na edição de suas declarações. Ele vai explicar como isso aconteceu em um comunicado que será emitido. Ele lamenta muito por esse erro e pede desculpas. No entanto, continua objetivamente correta a afirmação, documentada pelos arquivos, de que, nesta reunião, nenhuma decisão sobre a atribuição de uma missão pastoral ao sacerdote em questão foi tomada. Pelo contrário, foi apenas concedido o pedido de alojamento durante o seu tratamento terapêutico em Munique.

Bento XVI está próximo de sua antiga arquidiocese e diocese de origem, especialmente nos dias de hoje, e está muito unido a ela em seus esforços para esclarecer a situação. Ele pensa especialmente nas vítimas que sofreram abuso sexual e indiferença”.

The post Retificação de Bento XVI: sacerdote pedófilo não foi designado para missão pastoral appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias