InícioNotícias da IgrejaReunião entre Roma e bispos alemães: tarde demais?

Reunião entre Roma e bispos alemães: tarde demais?

Published on

Foi divulgado que os bispos alemães terão um novo encontro com a Cúria Romana em 22 de março.

7 700x394 1

Redação (27/02/2024 15:23, Gaudium Press) Foi divulgado que, em 22 de março, ocorrerá um novo encontro entre os bispos alemães e a Cúria Romana. No entanto, este encontro correu sério risco de não acontecer caso o episcopado alemão aprovasse os estatutos de uma chamada Comissão Sinodal durante sua última Assembleia plenária. Esta comissão levaria à criação de um Conselho Sinodal que atuaria como órgão conjunto de governança da Igreja alemã, envolvendo bispos e leigos, algo que está em desacordo com os princípios católicos.

Em uma carta datada de 16 de fevereiro, enviada pelo Cardeal Parolin e outros dois cardeais dias antes da Assembleia, foi assinalado que, nas conversações entre os alemães e o Vaticano, “foi acordado conjuntamente, em outubro passado, que as questões eclesiológicas abordadas pelo Caminho Sinodal, incluindo a criação de um órgão consultivo e decisório interdiocesano, seriam discutidas com maior profundidade no próximo encontro entre representantes da Cúria Romana e da DBK [Conferência Episcopal Alemã]. Se o Estatuto da Comissão Sinodal for aprovado antes desta reunião, surgirá a questão da finalidade deste encontro e, num contexto mais amplo, do processo de diálogo em andamento”. Em termos diplomáticos, o Secretário de Estado anunciou uma possível ruptura com Roma, o que essencialmente caracterizaria um cisma.

Como resposta a essa advertência, os bispos alemães optaram por retirar da agenda do dia o tópico referente ao Comitê Sinodal, embora isso não signifique necessariamente que tenham desistido de sua criação.

Contudo, o próprio e liberal Dom Georg Bätzing, presidente do episcopado alemão, declarou, em meio à controvérsia, que eles desejavam se reunir com as autoridades romanas, mas que o Vaticano havia adotado táticas protelatórias. Pode-se inferir que o Vaticano demorou a responder na esperança de que a Alemanha desistisse de estabelecer uma estrutura hierárquica não católica. Em decorrência dessa espera sem resposta, a maioria progressista do episcopado alemão tentou acelerar os processos durante a última Assembleia, o que levou o Cardeal Parolin a freá-los fortemente e, como resultado, o encontro da Igreja Alemã com o Vaticano acontecerá em breve.

Como este encontro de 22 de março e os subsequentes se diferenciarão dos já realizados entre os bispos alemães e os cardeais Parolin, Ouellet e Ladaria, em novembro de 2022, especialmente o de 18 de novembro daquele mesmo ano, no Instituto Augustinianum, quando lhes foram apresentados relatórios teológicos esclarecedores e devastadores sobre todo o seu processo sinodal?

Claro que, apesar das múltiplas advertências, diálogos e encontros entre Roma e a Igreja alemã, a maioria do episcopado alemão não foi dissuadida de seguir o caminho delineado desde a convocação do Caminho Sinodal Alemão, o qual resultou em um confronto direto com a moralidade católica, especialmente em questões sexuais, em uma fé relativizada (católica) e, além disso, na criação de estruturas “sinodais” que não estão alinhadas com a estrutura estabelecida por Jesus Cristo para a sua Igreja.

É possível que isso explique o aumento no número de vozes que defendem que o tempo para o diálogo já passou, e que chegou a hora de adotar medidas concretas para restaurar a ordem em uma Igreja que vê torrentes de fiéis abandonarem as suas fileiras.

Por exemplo, o Cardeal Müller afirmou que, em seu país, está acontecendo “a maior crise provocada pelo homem na Igreja Católica na Alemanha desde a Reforma Protestante e a secularização, e que os responsáveis ​​por esta crise deveriam passar por uma visita apostólica. Todos devem aprender que a Igreja de Jesus Cristo só pode ser compreendida com categorias teológicas. Qualquer um que tente decompô-la sociologicamente em uma ONG ou pense que está sendo filantrópico ao degradar o ser humano a uma redução sexual-psicológica ficará na história da Igreja não como um reformador, mas como um destruidor”.

O respeitado Padre Santiago Martín, fundador dos Franciscanos de Maria, expressa sua preocupação em relação à recente carta dos cardeais. Após elogiar, ele lamenta que essa carta tenha chegado com anos de atraso, quando o mal já está enraizado e difundido. Além disso, ele destaca que a carta se concentra principalmente na defesa da estrutura hierárquica da Igreja, em detrimento da defesa da fé e dos Sacramentos, que estão sendo desrespeitados pela prática generalizada de dar comunhão aos protestantes na Alemanha. O padre enfatiza que a intervenção do Vaticano foi feita in extremis, em um momento crítico, quando muitas dioceses alemãs já se encontram de fato em um cisma.

De qualquer forma, o mundo católico estará atento aos desdobramentos das conversações em Roma, porém possivelmente cada vez mais cansado e menos propenso a apoiar “diálogos” que, para muitos, só contribuem para a agonia da Igreja na Alemanha, a confusão do povo e de toda a Igreja. (SCM)

The post Reunião entre Roma e bispos alemães: tarde demais? appeared first on Gaudium Press.

Últimas Notícias

Honrar só pai e mãe?

Muitos interpretam o quarto mandamento da Lei de Deus de forma limitada. Ora, as...

Giotto e Dante Alighieri

No fim da Idade Média, houve dois artistas nascidos em Florença, Itália, que marcaram...

Conceito de ‘família’ poderá ser alterado com a atualização do Código Civil

Segundo diversas entidades juristas católicos, caso as mudanças propostas sejam aprovadas, haverá um impacto...

No próximo domingo, a Igreja celebra o 61º Dia Mundial das Vocações

A Igreja Católica Universal celebrará o 61º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, cujo...

Audio-Book

148. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=8gGGSaTK2ic Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Quarta Dor...

147. II. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=63iCH0qZxGY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...

146. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=4b50saBVvfY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...