Se lermos atentamente o evangelho de São Lucas, será difícil não perceber a contradição entre a parábola dos servos vigilantes, no capítulo 12, e a do servo inútil, no capítulo 17. Na primeira, afirma Jesus que, se Deus encontrar os seus servos acordados e à espera, Ele mesmo os fará sentar-se à mesa para servi-los. Mas, na segunda, ensina sem meias palavras que, mesmo depois de um dia estafante de trabalho, o Senhor não dirá ao seu criado: “Vem depressa sentar-te à mesa comigo”, mas sim: “Prepara-me a ceia, cinge-te e serve-me”. Como desfazer este nó? Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta terça-feira, dia 22 de outubro, e descubra a perfeita harmonia entre esses dois ensinamentos de Nosso Senhor!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here