19.6 C
São Paulo
quarta-feira, abril 14, 2021

Vacina do coronavírus: casas de religiosos excluídas das prioridades

Casas de repouso católicas estão excluídas das primeiras fases das campanhas de vacinação realizadas em Valônia e Bruxelas, na Bélgica.

Casas de repouso católicas estão excluídas das primeiras fases das campanhas de vacinação realizadas em Valônia e Bruxelas, na Bélgica.

Bruxelas – Bélgica (27/02/2021, 16:10, Gaudium Press) Na Bélgica, –diferentemente das casas de repouso tradicionais– os lares para idosos pertencentes às Congregações Católicas que recebem religiosos e religiosas não estão incluídos nas primeiras fases dos planos de vacinação de Bruxelas e Valônia.

Discriminação? Casas de repouso católicas estão excluídas das primeiras fases das campanhas de vacinação

A casa repouso “Maison Saint-Claude La Colombière”, localizada em Bruxelas, acolhe cerca de quarenta Jesuítas idosos que nessa casa compartilham seus últimos anos de vida.

Como em todos os lares destinados a idosos comuns, os residentes recebem cuidados de enfermagem com enfermeiros cuidadores, cozinha e manutenção. Mesmo sendo assim, os moradores da “Maison Saint-Claude La Colombière” ainda não foram vacinados.

Houve promessa de que a vacinação seria realizada em fevereiro, mas, na verdade, todas essas casas estão excluídas de vacinação

Depois de entrar em contato com a Iris Care, responsável pela vacinação contra a Covid em Bruxelas, os dirigentes da casa receberam uma resposta indicando que a vacina chegaria em fevereiro.

Acontece que desde então não houve notícias sobre isso nenhuma vacina surgiu no horizonte, desde então.

Embora a “Maison Saint-Claude La Colombière” tenha decidido não se preocupar e esperar com paciência, não é esse o que acontece com todos as casas destinadas à permanência para religiosos e religiosas.

De fato, o que está acontecendo é que todas essas casas estão excluídas das primeiras fases das campanhas de vacinação realizadas em Valônia e Bruxelas e que dizem respeito a casas de repouso e comunidades e lares para pessoas com deficiência.

Conferência dos Religiosos da Bélgica uniu as preocupações das diferentes congregações para que fossem vacinados 1750 religiosos idosos

A Conferência dos Religiosos da Bélgica, decidiu unir as preocupações das diferentes congregações e na sexta-feira, 19 de fevereiro enviou uma carta às autoridades governamentais da saúde, entre elas Franck Vandenbroucke, pedindo que esses 1.750 religiosos e religiosas, assim como o pessoal de enfermagem desses estabelecimentos, sejam reconhecidos como pessoas de risco.

A Conferência dos Religiosos da Bélgica pede para acabar com essa diferença no tratamento com as casas tradicionais, fornecendo o quanto antes as vacinas aos médicos que as encaminham em cada comunidade.

Um risco ignorado

As estruturas dessas casas para religiosos idosos variam de acordo com as congregações. Alguns destinam-se apenas a pessoas com deficiência ou muito velhas, outras incluem pessoas sem deficiência que cuidam de deficientes.

Em todos os casos, a promiscuidade da vida comunitária acarreta um maior risco de contaminação com Covid-19. Acontece, porém um agravamento: esse público de moradores já é frágil.

Por não serem oficialmente reconhecidas, as estruturas de acomodação informal para os religiosos não terão a vacinação como prioridade

Interrogando a “Agência Valona para uma Vida de Qualidade” (Aviq) órgão responsável pela vacinação, o padre Robert Huet, tesoureiro da Conferência dos Religiosos da Bélgica, soube que estas congregações faziam parte da fase de vacinação 1B, ou seja, vacinação de pessoas com mais de 65 anos que deveriam começar a ser vacinada em março.

Por não serem oficialmente reconhecidas e registradas, todas as estruturas de acomodação informal para os religiosos são consideradas como casas tradicionais e não terão a vacinação como prioridade.

O risco de que uma catástrofe causada pela não vacinação nestas casas está sendo ignorado.

Mas a denúncia da discriminação de que são vítimas as estruturas informais, sejam elas religiosas ou não, já foi feita. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, informações www.cathobel.be)

The post Vacina do coronavírus: casas de religiosos excluídas das prioridades appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 + dez =

- Advertisement -

Ultimas Notícias