InícioNotícias da Igreja2º Domingo de Páscoa: um chamado ao amor divino

2º Domingo de Páscoa: um chamado ao amor divino

Published on

O verdadeiro “amor ao próximo”, eis o apelo deste 2º Domingo de Páscoa!

Dúvida de São Tomé - Biblioteca do Mosteiro de Yuso, San Millán de la Cogolla (Espanha). Foto: Francisco Lecaros

Dúvida de São Tomé – Biblioteca do Mosteiro de Yuso, San Millán de la Cogolla (Espanha). Foto: Francisco Lecaros

Redação (07/04/2024 14:06, Gaudium Press) A Redenção realizada por Cristo — como acabamos de contemplar na Semana Santa — trouxe a vitória de Nosso Senhor sobre o pecado e a morte, obtendo a salvação à humanidade pecadora. Jesus não poupou sofrimentos nem lágrimas, mas deu-Se inteiramente no alto da Cruz por amor a nós. Suportou terríveis dores, foi flagelado, coroado de espinhos, zombado, rejeitado e abandonado até pelos seus. Parecia mais um verme do que um homem, disse profeticamente Isaías. Cristo assim agiu, pois desejava deixar consignado por todo o sempre o seu amor por nós, e para que O seguíssemos neste mesmo caminho, amando os outros como Ele mesmo nos amou.

Caridade

A primeira leitura deste 2ºDomingo da Páscoa apresenta um trecho dos Atos dos Apóstolos que afirma:

“A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma” (At 4,32).

Os cristãos eram reconhecidos já nos primeiros tempos pela caridade e pelo amor que possuíam pelos outros, a ponto de exclamarem os próprios pagãos em relação aos primeiros cristãos:[1] “Vede como eles se amam”. De fato, este era o desígnio de Deus, como asseverou Jesus: “Para que todos sejam um, como Tu, Pai, estás em Mim, e Eu em Ti, para que também eles sejam um em Nós” (Jo 17,21). Ora, este amor ao próximo provinha do ardoroso amor a Deus que os cristãos possuíam, como afirma São João na segunda leitura deste dia:

“Podemos saber que amamos os filhos de Deus quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Pois isto é amar a Deus: observar os seus mandamentos” (1 Jo 1,2-3).

Este amor ao próximo chama-se caridade cristã, como define o catecismo da Igreja Católica: “A caridade é a virtude teologal pela qual amamos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos por amor a Deus”. Portanto, o amor que devemos ter em relação ao próximo não é objeto de filantropia — cujo sentido é infelizmente tão tergiversado em nossos dias —, como pretendem correntes socialistas que visam excluir a preocupação da salvação eterna dos nossos próximos, admitindo inclusive práticas imorais e/ou contrárias à doutrina Católica.

Neste sentido, vemos no Evangelho de hoje a manifestação do amor divino para com os Apóstolos, e de modo especial para com São Tomé. A incredulidade deste Apóstolo em face à Ressurreição de Nosso Senhor converteu-se em ocasião para a manifestação da Misericórdia do Salvador, capaz de passar por cima de nossas debilidades, transformando-nos naqueles zelosos anunciadores do Evangelho, como tornaram-se posteriormente os próprios Apóstolos.

“Põe o teu dedo aqui – disse Jesus a Tomé – e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. E não sejas incrédulo, mas fiel” (Jo 20,27).

Este amor de Jesus para com São Judas, fê-lo exclamar:

“Meu Senhor e meu Deus” (Jo 20,28).

Peçamos a Deus para que possamos confiar todos os dias de nossa vida em sua grande Misericórdia; para que possamos manifestar ao nosso próximo a verdadeira caridade cristã, fruto do amor a Deus, a fim de que jamais desanimemos diante de nossas debilidades e fraquezas.

De fato, para o amor divino, nada é impossível. Ele há de santificar-nos, se a Ele nos abandonarmos.

Por Guilherme Motta


[1] Cf. ROPS, Daniel. A Igreja dos Tempos Bárbaros. São Paulo: Quadrante: 2002.

The post 2º Domingo de Páscoa: um chamado ao amor divino appeared first on Gaudium Press.

Últimas Notícias

São Gregório VII: O Papa que venceu o mundo

25 de maio, dia em que a Igreja celebra a memória de São Gregório...

Santuário de Fátima lança podcast sobre a oração

O primeiro episódio do novo podcast, intitulado ‘ORA h’, já está disponível nas plataformas...

Sacerdote Capuchinho ao Papa: a Igreja nos Estados Unidos é mais forte do que na Europa

O Pe. Thomas G. Weinandy fez referência às declarações do Papa à CBS, nas...

Nossa Senhora Auxiliadora: uma verdadeira Amiga!

No dia 24 de maio, a Igreja celebra Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos. Muito...

Audio-Book

148. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=8gGGSaTK2ic Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Quarta Dor...

147. II. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=63iCH0qZxGY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...

146. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=4b50saBVvfY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...