Não há talvez, entre todos os artigos da nossa fé, outro que seja tão negado e distorcido, e não só hoje, mas desde os inícios da Igreja, enquanto o próprio Cristo caminhava sobre a terra, do que a presença real de nosso Senhor no santíssimo sacramento da Eucaristia. Jesus mesmo, ao ensinar a seus ouvintes em Cafarnaum o mistério de seu amor eucarístico, quis reforçar não uma, mas duas vezes, que a sua carne é verdadeira comida e o seu sangue, verdadeira bebida, para que não tivessem justificativa os que, querendo acomodar o mistério aos seus sistemas de pensamento, insistem em negá-lo não uma, mas duas mil vezes. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta sexta-feira, dia 10 de maio, e que Deus nos conceda graça e luz para crermos que, depois da consagração do pão e do vinho, Nosso Senhor Jesus Cristo está contido verdadeira, real e substancialmente sob a aparência das espécies sensíveis.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here