17.3 C
São Paulo
sexta-feira, outubro 22, 2021

A missão de São Gabriel na Anunciação

Para que Nossa Senhora Se sentisse mais à vontade em expor suas dúvidas, Deus enviou um de seus mensageiros para anunciar que Ela seria a Mãe do Messias.

Redação (24/03/2021 09:51, Gaudium Press) A Encarnação do Verbo no seio puríssimo de Maria, acontecimento auge da humanidade que exigiu algo mais de Maria: além de conceber o Messias em sua mente, Ela deveria gerá-Lo em seu puríssimo seio. E esse seria o seu “fiat”…

Para obtê-lo, Deus enviaria um embaixador à altura, escolhido desde toda a eternidade entre os sete espíritos que estão sempre em sua presença (cf. Ap 1, 4) para Custódio da Santíssima Virgem: o Arcanjo São Gabriel.

Um mensageiro à altura da missão-chave da História

Um dos mais sublimes Arcanjos se rebaixa diante de uma delicada Donzela, a mais perfeita que os séculos conheceram!

Deus poderia ter Se comunicado diretamente com Nossa Senhora, mas não o fez, porque isso significaria impor-Lhe algo que desejava submeter ao seu consentimento.

Por essa razão, enviou alguém em condições de estabelecer com Maria um relacionamento no qual, com toda a tranquilidade, Ela pudesse expor suas dúvidas.

Missão diplomática, altamente nobre e hierárquica, que pedia de São Gabriel a habilidade de levar Nossa Senhora a, por sua obediência irrestrita, refutar o “non serviam” (não servirei) de Lúcifer no início da criação.

Missão que encantou seu embaixador, porque lhe permitiria tratar diretamente, pela primeira vez, com a Rainha dos Anjos, ciente de que lucraria enormemente pelo fato de Ela deitar seus olhos virginais sobre si.

A grandeza de São Gabriel

Missão tão excelsa, que nos faz vislumbrar a grandeza desse enviado, conforme ressalta Dr. Plinio:

“Podemos ter uma certa ideia de quem é São Gabriel se considerarmos o valor da missão de que foi incumbido pelo Altíssimo.

“Com efeito, sendo os Anjos constituídos de uma natureza muito mais elevada que a nossa, as tarefas a que são prepostos têm relação direta com suas características e perfeições, motivo pelo qual […] cada um está destinado a desempenhar uma função específica, de acordo com sua própria essência. […]

“Na aplicação desse princípio, houve uma decisiva razão de conveniência para se conferir a missão de anunciar a Encarnação do Verbo a São Gabriel: era ele o Arcanjo que, por sua essência, estava à altura dessa dignidade.

E, portanto, medindo o valor da incumbência dada a ele, podemos deduzir algo de sua glória, virtudes e esplendor.

“Que dizer dessa missão? Antes de tudo, é elevadíssima. É a missão-chave na História da humanidade. Esse Anjo foi enviado a Nossa Senhora para revelar-Lhe a chegada da plenitude dos tempos, o fim do reino do demônio, o esmagamento do domínio do mal, a remissão do gênero humano, a abertura das portas do Céu.

O Anjo incumbido de pedir a Nossa Senhora seu consentimento para isso, e de anunciar o mistério da maternidade virginal, esse Anjo portou a mais elevada mensagem que se possa ter transmitido em toda a História. […]

“Por outro lado, gradua-se a importância do mensageiro não só pela natureza da mensagem, mas também pela importância respectiva de quem a mandou e de quem a recebe. […]

Ora, a Santíssima Virgem era a Rainha do Céu e da terra, a obra-prima de Deus, destinada a ser Mãe do Verbo. Logo, somente um Anjo da mais alta dignidade poderia ser escolhido para levar a Ela as palavras divinas. Mais uma vez, vemos por aí a estupenda grandeza do celeste mensageiro”.

Relação do Anjo da Guarda com seu protegido

Em geral a relação do Anjo da Guarda com seu protegido se assemelha a que um preceptor tem com o legítimo herdeiro: ele o rege, pois goza de mais sabedoria e experiência, mas o príncipe possui um chamado maior.

Por isso, embora lhe preste obediência, este é superior ao educador, o qual deve vassalagem a seu pupilo…

O Anjo da Guarda, em virtude de sua natureza e função, está acima de seu custodiado e, portanto, cabe a este lhe obedecer.

Todavia, em razão da vocação do protegido e do plano de Deus a seu respeito, o Anjo o serve, ou melhor, serve o desígnio divino que paira sobre ele.

São Gabriel e Nossa Senhora

No caso de São Gabriel, Nossa Senhora era tão perfeita e superior na ordem da graça que o Arcanjo precisava manter-se sempre no extremo limite de si mesmo, para servi-La condignamente.

Na Anunciação, ele deveria transmitir sua mensagem sem simplificações e de modo tão belo, atraente e jeitoso que dispusesse Nossa Senhora a aceitá-la.

O Arcanjo estudara ao longo dos anos sua alma, penetrando-a a fundo. Conhecendo como ninguém suas reações, concluiu quais dificuldades Ela colocaria ao anúncio divino e preparou os argumentos para refutá-las.

O Arcanjo contava ainda com especiais graças da parte de Deus, as mesmas que Maria havia impetrado para a Mãe do Messias e que Lhe seriam necessárias para aceitar o pedido transmitido por seu Custódio.

Estando tudo pronto na fina ponta de seu ser espiritual para entrar com força e plena consciência nessa missão, São Gabriel recebeu de Deus a ordem de iniciar a histórica embaixada.

Cheia de graça!

Nossa Senhora encontrava-Se sentada e rezando, celestialmente absorta em suas cogitações, quando São Gabriel Lhe apareceu num magnífico clarão colorido que, a princípio suave, tornou-se muito intenso, mas sem ofuscar os olhos.

O Arcanjo nunca se manifestara de forma visível a Maria, embora ambos convivessem por meio de comunicações ou inspirações e Ela soubesse distinguir sua presença e ação.

Sentia-se também o Espírito Santo pairar no ambiente. Vendo-Se inundada do amor da Santíssima Trindade, Maria exultou de alegria e o Anjo, enlevado por sua reação, dirigiu-Lhe estas palavras:

 “Alegra-Te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” (Lc 1, 28).5

Os vocábulos gregos usados pelo Evangelista para designar a saudação do Anjo vão muito além do que exprimem as línguas latinas. Em seu sentido mais profundo, Χαîρε Κεχαριτωμένη significa “Alegra-te feita cheia de graça”, designando assim o modo inteiramente excepcional da união da Santíssima Virgem com Deus.

A partir desse momento, a atitude de Nossa Senhora em face do anúncio de São Gabriel foi absolutamente perfeita em todos os seus pormenores.

No próximo artigo, veja como foi a reação de Nossa Senhora ao ouvir as palavras do Arcanjo São Gabriel.

Texto extraído, com pequenas adaptações, do livro Maria Santíssima! O Paraíso de Deus revelado aos homens. Por Mons. João Sconamiglio Clá Dias, EP.

The post A missão de São Gabriel na Anunciação appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias