Início Notícias da Igreja A Ordem de Madre Teresa de Calcutá é acusada por forçar conversões

A Ordem de Madre Teresa de Calcutá é acusada por forçar conversões

0
201

A Ordem de Madre Teresa está sendo acusada de “conversões forçadas”, o que configura um crime segundo as leis da Índia

Redação (21/12/2021 07:30, Gaudium Press) Após a denúncia de um agente social da província de Gujarat, a polícia abriu um inquérito para investigar se a Ordem de Madre Teresa tem promovido conversões forçadas.

Fundadas em 1950, por Madre Teresa de Calcutá, as Missionárias da Caridade têm no texto de fundação “não impor a fé católica a ninguém”.

Segundo a denúncia, as meninas do pensionato de Vadodara seriam obrigadas a portar uma cruz e a ler a Bíblia.

Lei que proíbe conversões

Nos últimos anos,o estado de Gujarat, de maioria hindu, tem conhecido regras mais duras contra minorias religiosas.

O agente que denunciou a congregação, Mayank Trivedi, explicou à AFP que foram encontrados 13 exemplares das Sagradas Escrituras na biblioteca da instituição e que as meninas residentes seriam obrigadas a ler os textos bíblicos e a portar uma cruz.

A perseguição religiosa cresce cada vez mais na Índia

Representantes dos Direitos Humanos se preocupam cada vez mais com a discriminação religiosa cada vez mais crescente na Índia, após o governo de Narenda Modi. Cerca de 300 atos anti-cristãos foram reportados no decorrer de um ano.

A Comissão Americana sobre a liberdade religiosa, incluiu novamente a Índia em 2020 na lista de países preocupantes. Fato que não ocorria desde 2004.

Há alguns dias, uma escola católica foi atacada a pedradas enquanto os alunos faziam suas provas. (FM)

The post A Ordem de Madre Teresa de Calcutá é acusada por forçar conversões appeared first on Gaudium Press.