17.5 C
São Paulo
domingo, outubro 24, 2021

Advogados goianos passam vergonha…

Quem diria… Quando a gente pensa que já viu de tudo, dois alunos nos surpreendem com “descobertas” incríveis.

É bem o caso dos advogados Lorraine Vieira Nascimento e Victor Philip Sousa Naves, mestrandos pelo Instituto de Direito Canônico de Goiânia, que publicaram uma carta endereçada ao cardeal Braz de Aviz tencionando contestar os ilustres jurisperitos Dr. Ives Gandra Martins e Dircêo Torrecillas. Pobres alunos! Poderiam ter deixado passar a oportunidade de galardoar seus currículos com a joia da resposta que lhes enviou o polêmico arauto, Doutor em Direito Canônico pelo Angelicum de Roma, José Manuel Jimenez.

“Compreendemos, todavia, que àqueles que frequentam as salas de aula de um instituto de Direito Canônico, tenha faltado oportunidade para percorrer o sábio ordenamento da Igreja em sua complexidade, universalidade e unidade. O que resulta inexplicável, e diríamos até inaceitável, é a pretensão de contestar – com argumentação construída sobre primícia falsa e equivocada – um parecer de dois juristas de inegável e merecido renome, no Brasil e no exterior; baseado, este sim, em sólidos argumentos e em fatos verídicos, os quais Vossas Senhorias desconhecem por completo”, destacou Jimenez.

“Os ilustres jurisperitos, Dr. Ives Gandra Dr. Dircêo Torrecillas, não pretenderam colocar em xeque as normas de direito civil com as normas de direito canônico, mas sim estabelecer uma comunhão eclesial e fraterna entre as autoridades da Igreja, pais e filhos, estes últimos os principais interessados e atingidos pelo muito subjetivo e ineficaz decreto emanado, repise-se, sem o amparo canônico.”, afirmou o canonista.

Veja o documento na íntegra. CLIQUE AQUI

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias