21.5 C
São Paulo
sexta-feira, setembro 17, 2021

As primeiras comunhões retornam à Arquidiocese de Monterrey, México

De repente, todas as atividades religiosas com a participação presencial dos fiéis foram proibidas, “em nome da salvaguarda da saúde”.

De repente, todas as atividades religiosas com a participação presencial dos fiéis foram proibidas, “em nome da salvaguarda da saúde”.

Monterrey – México (29/09/2020, 12:25, Gaudium Press) Depois de várias semanas atrasando as celebrações das primeiras comunhões devido à pandemia da covid-19, a Arquidiocese de Monterrey, no México, anunciou que agora elas podem ser realizadas. No entanto, apenas os pais e padrinhos poderão estar presentes.

As restrições às participações presenciais nos sacramentos por causa do Coronavírus

Desde o surgimento da pandemia do coronavírus, os católicos do mundo todo têm sido afetados pelas restrições impostas “afim de evitar a propagação do novo vírus”.
Estas restrições têm levado a que os fiéis sejam impedidos de manifestar publicamente sua religiosidade.

De repente, todas as atividades religiosas com a participação presencial dos fiéis foram proibidas, “em nome da salvaguarda da saúde”.
O que mais chamou a atenção de todos foi o impedimento da participação presencial nas celebrações eucarísticas, mas não foram só as Missas que sofreram restrições quanto à presença de fiéis.

Todos os sacramentos tiveram restrições em suas celebrações e, aos poucos, muito lentamente, elas voltam a ser realizadas, mas, ainda com reservas.

De repente, todas as atividades religiosas com a participação presencial dos fiéis foram proibidas, “em nome da salvaguarda da saúde”.

Em Monterrey, serão realizadas as celebrações das primeiras comunhões atrasadas pelas restrições impostas

Recentemente o Arcebispo de Monterrey e presidente da Conferência Episcopal Mexicana, Dom Rogelio Cabrera López explicou a nova situação referindo-se, mais particularmente à participação na recepção da primeira Eucaristia, –a bela e sempre recordada cerimônia da Primeira Comunhão–, da qual toda criança católica deseja participar e que todo adulto recorda com saudades:

“A abertura gradual para o desenvolvimento de mais atividades no nosso estado dá-nos a oportunidade de realizar, com maior tranquilidade e com os devidos cuidados, a celebração das primeiras comunhões e confirmações dos filhos das nossas comunidades paroquiais, que foram atrasadas pela pandemia.
Essas celebrações devem ser realizadas de acordo com as indicações que dei aos sacerdotes e catequistas, particularmente no que diz respeito ao número de assistentes em cada Eucaristia”.

Haverá a Primeira Comunhão, mas só poderão assistir os pais e padrinhos das crianças

Lamentando que a presença nas igrejas esteja restrita a 50% da capacidade do templo, o prelado indicou que apenas os pais e padrinhos poderão assistir a cerimônia.
E foi por causa das restrições que ainda existem, que Dom Cabrera pediu aos demais familiares, dos menores que recebem os sacramentos, que acompanhem as celebrações nas redes sociais:

“Peço aos avós, tios e primos das crianças a compreensão, pois só poderão assistir os pais e padrinhos daqueles que vão receber o sacramento”.

Até para as comemorações que são realizadas após as cerimônias religiosas da Primeira Comunhão o arcebispo teve que fazer uma exortação pedindo que elas não fossem realizadas como costumavam ser. (JSG)

The post As primeiras comunhões retornam à Arquidiocese de Monterrey, México appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias