13.3 C
São Paulo
domingo, junho 19, 2022

Bispo do Quênia: promover vocações sacerdotais nas famílias

“Não há mais muitos missionários disponíveis para servir nas paróquias; a única maneira é ter nossos próprios sacerdotes, irmãos religiosos e irmãs”.

Redação (23/12/2021 09:08, Gaudium Press) Mons. Willybard Kitogho Lagho, da Diocese de Malindi, no Quênia propôs aos fiéis que, ao invés de lhe pediram mais sacerdotes para suas paróquias, deveriam promover as vocações sacerdotais em suas respectivas famílias. O Bispo  encorajou-os a “cultivar a semente da fé plantada pelos Missionários de Mill Hill”, na Sé Episcopal do Quênia.

“De onde vêm os sacerdotes?” retrucou Mons. Lagho, diante dos apelos dos paroquianos das nove regiões externas de Witu para aumentar o número de sacerdotes: “Vocês deveriam estar me dando sacerdotes em vez de me pedirem”.

Os paroquianos expressaram preocupação por perder membros da paróquia para outras denominações religiosas em meio à falta de sacerdotes para as Celebrações Eucarísticas dominicais regulares.

“Estamos perdendo alguns de nossos fiéis para outras religiões porque, com apenas dois padres, as Santas Missas não são celebradas em algumas regiões aos domingos”, declararam os fiéis da paróquia St. Joseph Freinademetz Witu-Kipini. E explicaram: “Alguns paroquianos optam por ir para outras denominações religiosas onde o Pastor está disponível todos os domingos e está perto deles durante a semana”.

Respondendo às preocupações dos paroquianos, o bispo queniano, o primeiro Ordinário local nativo da diocese costeira, ressaltou a necessidade de nutrir vocações locais para o sacerdócio e a vida religiosa.

A fé dos missionários pode ser mantida “sustentando as vocações, alimentando e encorajando os chamados ao Sacerdócio e à Vida Religiosa”, observou.

Com informações aciafrica.

The post Bispo do Quênia: promover vocações sacerdotais nas famílias appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias