InícioNotícias da IgrejaBispo Emérito do Marajó expulso da região

Bispo Emérito do Marajó expulso da região

Published on

Dom José Luis Azcona Hermoso foi uma das poucas vozes que criticou alguns aspectos do Sínodo da Amazônia de 2019.

Dom José Luís Azcona Hermoso/ Facebook

Dom José Luís Azcona Hermoso/ Facebook

Redação (13/12/2023 10:28, Gaudium Press) Pe. José Antônio de Vasconcelos Farias, da Prelazia do Marajó, confirmou a informação de que  bispo emérito do Marajó, Dom José Luis Azcona Hermoso, deverá deixar a Prelazia do Marajó em janeiro, quando o novo bispo responsável, Dom José Ionilton Lisboa, assumirá o cargo.

“Queridos paroquianos, diante das perguntas acerca da informação sobre a saída de Dom José da Prelazia do Marajó, devo dizer que, infelizmente, é verdade. Dom José recebeu um comunicado da Nunciatura Apostólica do Brasil, onde afirma que deve deixar a prelazia do Marajó. São essas as informações que tenho até o momento. Rezemos por nosso eterno pastor”.

No sábado passado, dia 9 de dezembro, em um comunicado, a Prelazia do Marajó declarou que Dom José Luís Azcona recebeu do Sr. Núncio Apostólico, Dom Giambattista Diquattro, o pedido para não ter residência dentro da Prelazia do Marajó.

A Nunciatura é a representação diplomática do Vaticano no Brasil e se reporta diretamente ao Papa Francisco. Assim, esta decisão vem da própria Santa Sé.

Desse modo, esta medida – sem explicação por parte do Vaticano – alimenta as especulações de que há uma perseguição a bispos mais “conservadores” ou “tradicionais”, ou àqueles que discordam do ponto de vista do papa, visto que Dom José Luis Azcona Hermoso expressou descontentamento com o rumo do Sínodo da Amazônia de 2019, criticou a ausência de Cristo crucificado no Instrumentum laboris, o texto de trabalho do Sínodo e denunciou o episódio da “Pachamama”, imagem da “mãe terra” exposta em uma igreja romana.

Ademais, ele defendeu a doutrina da Igreja a respeito do celibato sacerdotal na Amazônia: “O primeiro passo para resolver o problema do celibato não é a abolição do celibato. Pelo contrário, inculturar o Evangelho como valores profundos, aspirações vitais, raízes antropológicas de uma determinada cultura”. E ressaltou: “Não é a cultura indígena que encontra dificuldades intransponíveis para compreender o celibato. Acontece que não houve uma verdadeira inculturação do Evangelho entre eles”.

The post Bispo Emérito do Marajó expulso da região appeared first on Gaudium Press.

Últimas Notícias

Arquidiocese de São Paulo promove peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida

Esta é a 123ª edição do evento, que seguirá o lema “Maria, vem conosco...

6 em cada 10 católicos nos EUA são a favor do “direito ao aborto”

O centro de pesquisa Pew Research já havia identificado um grande número de católicos...

Prelado ortodoxo é apunhalado em igreja na Austrália

Um prelado da Igreja Ortodoxa Assíria foi esfaqueado nesta segunda-feira em Sydney, Austrália, enquanto...

3º Domingo da Páscoa: um convite ao verdadeiro amor

Amor, palavra que precisa ser devidamente compreendida, conforme nos propõe a Liturgia deste 3º...

Audio-Book

148. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=8gGGSaTK2ic Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Quarta Dor...

147. II. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=63iCH0qZxGY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...

146. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=4b50saBVvfY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...