InícioNotícias da IgrejaComunidades religiosas na Eslovênia: suicídio assistido é inaceitável

Comunidades religiosas na Eslovênia: suicídio assistido é inaceitável

Published on

“A introdução legal da possibilidade de suicídio assistido forneceria um incentivo indireto para que os pacientes acabassem com suas vidas, o que rejeitamos categoricamente”.

Foto: Vatican News

Foto: Vatican News

Redação (21/12/2023 10:32, Gaudium Press) As Igrejas e comunidades religiosas na Eslovênia estão alertando conjuntamente contra a legalização do suicídio assistido. Os principais representantes de cristãos, muçulmanos e judeus no país assinaram publicamente uma declaração conjunta em Liubliana, nesta última terça-feira, dia 19 de dezembro.

Os líderes religiosos enfatizam, entre outras coisas, que a introdução legal da possibilidade de suicídio assistido representa um incentivo indireto para que os pacientes acabem com a própria vida, “o que rejeitamos categoricamente”. Trata-se de uma “medida eticamente inaceitável” para ajudar os doentes terminais, a qual abre caminho para uma distinção entre vida “digna” e “indigna”.

Pelo contrário, tudo deve ser feito para ajudar as pessoas que estão sofrendo, para aliviar sua dor, para estar perto delas e para dar-lhes todo o apoio médico, religioso e emocional de que precisam.

Além disso, todo ser humano já tem a oportunidade de “rejeitar aquelas terapias que não eliminariam o sofrimento e a doença, mas apenas prolongariam a agonia”, apontam os representantes religiosos. “Devemos nos esforçar para que os doentes terminais não se sintam sobrecarregados para a sociedade, que não se sintam inúteis e que todos tenham consciência do valor e da dignidade de todos, incluindo a vida vulnerável. Os recursos da sociedade devem ser investidos em uma visão holística do ser humano e na ampliação dos cuidados paliativos.”

“O valor da vida humana, que é um dom do Criador, deve ser respeitado e alimentado na nossa sociedade”.

Os representantes religiosos concluem, pedindo a imediata retirada deste projeto de lei sobre o fim voluntário da vida e que se busquem respostas duradouras, humanitárias e dignas para a questão do sofrimento humano.

“A tentativa de introduzir o suicídio assistido significa uma mudança na cultura e na imagem do homem e da dignidade humana”, alertou o presidente da Conferência Episcopal Católica, Dom Andrej Saje.

O suicídio assistido não é atualmente permitido na Eslovênia.

Com informações druzina.si

The post Comunidades religiosas na Eslovênia: suicídio assistido é inaceitável appeared first on Gaudium Press.

Últimas Notícias

Médico argentino condenado por não realizar um aborto retorna à prática

Dr. Leandro Rodríguez agora pode exercer sua profissão de médico. Isso não se deve...

Israel: Basílica de Todas as Nações celebra seu centenário

O apelido de ‘Igreja de Todas as Nações’ surgiu pois ela foi construída com...

Fruta verde não agrada o paladar

O homem maduro é aquele capaz de, com sua inteligência, vontade e sensibilidade, produzir...

Dever de pastor e dever de ovelha

Ninguém escapa à regra. Sendo pastor ou ovelha, qual a nossa obrigação? Redação (21/04/2024 11:57,...

Audio-Book

148. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=8gGGSaTK2ic Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Quarta Dor...

147. II. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=63iCH0qZxGY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...

146. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=4b50saBVvfY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...