14.6 C
São Paulo
segunda-feira, agosto 2, 2021

Coreia do Sul: de “Terra de Missões” a “Terra de Missionários”

A Arquidiocese de Seul enviou 22 sacerdotes missionários a 10 países ao redor do mundo e continua a preparar mais missionários para serem enviados a missões no exterior.

A Arquidiocese de Seul enviou 22 sacerdotes missionários a 10 países ao redor do mundo e continua a preparar mais missionários para serem enviados a missões no exterior.

Seul – Coreia do Sul (14/10/2020, 13:10, Gaudium Press) A Ação Missionária consiste em levar a Boa Nova do Evangelho a almas que não a conhecem. A maioria das vezes essas almas se encontram em lugares distantes, em países que nunca ouviram falar de Nosso Senhor Jesus Cristo, da Salvação, de sua misericórdia, de sua cruz e de sua luz.
É confortador ver um país que estava nessa condição e que se transforma e passa de “Terra de Missão” a “Terra de Missionários”.

É nesse sentido que a notícia abaixo é um estímulo para que todo batizado seja um missionário.

De “Terra de Missão” a “Terra de Missionários”

Neste mês de outubro, tradicionalmente dedicado ao trabalho missionário, com uma solene “Missa do mandato missionário”, a Arquidiocese de Seul celebrou, o envio de seis novos sacerdotes missionários coreanos chamados à missão em países estrangeiros.

Na Missa de Mandato Missionário estavam presentes os novos missionários coreanos que partem para Missões no Estrangeiro:
Padre Peter Tae-guen Kim que irá para a Arquidiocese de Osaka e o Padre Park Albert Min-woo que será missionário na diocese de Sapporo, no Japão;
o Padre Park Paul Hyoung-moon, foi designado para a diocese de Engativa, na Colômbia, e o Padre Marcellus Sang-hyun Han terá a missão de levar a Boa Nova do Evangelho à Arquidiocese de Santiago, na Guatemala.

O Padre Michael Jung-hoon Shin, foi indicado ser missionário na Arquidiocese de Munique e Freising, na Alemanha.

O Padre Augustine Min-woo Ahn, missionário na Arquidiocese de Osaka, no Japão já havia partido nos últimos meses, mas, devido ao bloqueio, só agora ele recebe “o mandato oficial” da Igreja.

A Arquidiocese de Seul, através de seu Setor de Comunicações da Arquidiocese de Seul que, com esta Eucaristia a Igreja local retomou o envio de padres missionários para o exterior.

No dia 8 de outubro passado, na Capela do Arcebispo, Dom Job Yobi Koo, Vigário Episcopal para os Missionários Ultramarinos, celebrou a Missa abençoando e investindo oficialmente os sacerdotes enviados ao Japão, à Colômbia e à missão de evangelização ad gentes, na Guatemala.

Em sua homilia, Dom Yobi Koo disse:
“Estou grato aos sacerdotes que responderam ao seu chamado como missionários nestes tempos difíceis e desafiadores em meio à crise de Covid-19. Jamais esqueçamos que o Espírito Santo sempre guia cada um de nós. ”

Dom Koo entregou aos sacerdotes uma carta de nomeação e colocou uma estola em cada um deles como sinal da sagrada tarefa de viver e testemunhar a fé em Cristo.

Clero participa do envio missionário, reza e prestigia  novos missionários

Esteve presente ainda nessa verdadeira festa, Dom Benedictus Hee-song Son, Vigário Geral da Arquidiocese de Seul, assim como os sacerdotes e membros do Dicastério para os Missionários Ultramarinos.

Todos rezaram “para que os sacerdotes missionários possam cumprir com fidelidade a missão de anunciar o Evangelho”.
Dom Koo e o bispo Dom Son então abençoaram os padres pela imposição das mãos.

Dom Son encorajou os sacerdotes, exortando-os a sempre confiarem em Deus e a se voltarem para Ele em todas as circunstâncias, com a oração, e disse: “Haverá dificuldades durante o ministério do apostolado na missão, mas lembre-se que o Senhor está sempre lá. perto de você “.

Dicastério de Missionários Ultramarinos: dediquem exclusivamente às missões, sejam sacerdotes cheios de alegria e amor

O Padre Young-ho Song, Diretor do Dicastério Missionários Ultramarinos, que lá estava presente, prometeu apoiar material e espiritualmente os sacerdotes enviados, para que possam dedicar-se exclusivamente à pastoral missionária. E concluiu suas palavras na ocasião pedindo aos sacerdotes que “sejam sacerdotes missionários cheios de alegria e de amor”.

Segundo informa a Agencia Fides, a Arquidiocese de Seul enviou 22 sacerdotes missionários a 10 países ao redor do mundo e continua a preparar missões no exterior para sacerdotes, religiosos e leigos que se sentem chamados à missão ad gentes. (JSG)

The post Coreia do Sul: de “Terra de Missões” a “Terra de Missionários” appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Ultimas Notícias