21.3 C
São Paulo
sexta-feira, setembro 17, 2021

Cumprir os mandamentos para “permanecer no amor de Cristo”, diz Papa

“Permanecei no meu amor”: Jesus nos pede seguir os seus caminhos, para viver em seu amor, não em nossas ideias, não na adoração de nós mesmos.

“Permanecei no meu amor”: Jesus nos pede seguir os seus caminhos, para viver em seu amor, não em nossas ideias, não na adoração de nós mesmos.

Cidade do Vaticano (10/05/2021, 11:40,  Gaudium Press) Neste Sexto Domingo da Páscoa o Papa Francisco voltou a realizar a oração do Regina Coeli da janela do Palácio Apostólico do Vaticano.

Em suas reflexões realizadas antes da recitação da tradicional oração mariana, o Papa tratou do mandamento deixado por Jesus: “Amai-vos como eu vos amei”. 

Permanecer no amor de Cristo para que a sua alegria esteja em nós plenamente  

Nas palavras proferidas pelo Pontífice ele comenta o Evangelho de São João recomendado para o dia no qual Jesus nos convida a “permanecer no seu amor, para que a sua alegria esteja em nós e a nossa seja plena”.

Francisco comentou o amor recomendado por Nosso Senhor e destacou que amar como Cristo “significa abandonar-se” e dizer não aos outros “amores” propostos pelo mundo tais como “o amor ao dinheiro, ao sucesso e ao poder”.

O amor recomendado por Jesus para termos sua alegria

Francisco perguntou: “O que é este amor em que Jesus nos diz para ficarmos para ter a sua alegria? “

E, logo respondeu aos fiéis presentes na Praça São Pedro: “É o amor que vem do Pai, porque Deus é amor”. Mas ele lembrou ainda que o amor que Jesus nos dá “é o mesmo com que o Pai o ama: amor puro, incondicional, gratuito”. 

Foi nesse sentido que Francisco quis explicar mais o amor que Jesus nos oferece: “Ao doá-lo, Jesus nos trata como amigos, fazendo-nos conhecer o Pai e nos envolvendo em sua missão para a vida do mundo”.

Para “permanecer no meu amor” é necessário cumprir os mandamentos de Deus

Comentando a frase “permanece no meu amor”, o Papa destacou com ênfase que para alcançar a realização desta difícil recomendação, é necessário cumprir os mandamentos de Deus que Jesus resumiu em só “Amai-vos como eu vos amei”.

E Francisco explicou então que “Amar como Cristo ama significa colocar-se ao serviço dos irmãos, como Ele fez quando lavou os pés dos discípulos. Significa deixar-se, abrir mão da própria segurança humana, do conforto, para se abrir para os outros, especialmente para os mais necessitados. Significa colocar-se à disposição com o que somos e temos. Isso significa amar não em palavras, mas em ações. “

Amar como Cristo nos amou significa dizer não aos “amores” que o mundo nos propõe 

Alertando sobre os riscos da possibilidade de desviar-se do caminho de Nosso Senhor, o Pontífice argumentou que amar como Cristo nos amou significa dizer não aos “amores” que o mundo nos propõe: amor ao dinheiro, amor ao sucesso, amor ao poder. 
O Papa afirmou também que “Esses caminhos enganosos nos afastam do amor ao Senhor e nos levam a ser cada vez mais egoístas, narcisistas e arrogantes”.
E Francisco ainda alertou: “A arrogância leva a uma degeneração do amor, a abusar dos outros, a fazer sofrer o ente querido”.

“Em última análise, Jesus nos pede para viver em seu amor, não em nossas ideias, não na adoração de nós mesmos; que abandonemos a pretensão de dirigir e controlar os outros para confiar e doar-nos a eles.”

Saber-se amado por Deus, leva a enfrentar com fé as provas da vida, as crises

O Papa recordou que o próprio Jesus nos diz que esta “permanência no amor do Senhor” nos traz sempre a alegria:
“Para que a minha alegria esteja em vós e a alegria seja plena”.

“O Senhor deseja que a alegria que Ele possui –porque está em total comunhão com o Pai– esteja também em nós enquanto estiverem unidos a Ele.” 
E destacou que, apesar das nossas infidelidades, “esta alegria de saber que somos amados por Deus nos faz enfrentar com fé as provas da vida, nos faz passar pelas crises para sair delas melhor”.    (JSG)

(Com informações e Foto VaticanNews)

The post Cumprir os mandamentos para “permanecer no amor de Cristo”, diz Papa appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias