16.9 C
São Paulo
terça-feira, junho 14, 2022

Defender elefante por ser uma pessoa?

Um grupo de direitos dos animais entrou com um processo no Tribunal Superior do Estado de Nova York para obter o reconhecimento legal da elefanta Happy como pessoa.

Imagem ilustrativa: wikipedia

Imagem ilustrativa: wikipedia

Redação (22/05/2022 09:55, Gaudium Press) O Nonhuman Rights Project, uma organização de direitos dos animais, quer obter habeas corpus para “Happy”, uma elefanta de 51 anos do Zoológico do Bronx, argumentando que é um animal autônomo e cognitivamente complexo, com mesmo direito de proteção à liberdade que os seres humanos têm, contra prisão ilegal. Em Nova York, a lei de habeas corpus não define “pessoa”, e a elefanta deveria ser reconhecida como tal. “Está na hora de animais não-humanos como Happy serem vistos, não como uma coisa, mas como uma pessoa com direitos,” afirmou à Reuters Steven Wise, fundador e presidente do grupo Nonhuman Rights Project.

Esta ONG declara que Happy está sendo ilegalmente confinada a um espaço de 4.000 m2 e que deve ser posta em um espaço de 9.308 m2 ; afinal, ela não é uma coisa, mas deve ser considerada como uma pessoa que tem capacidade para direitos.

“Ela tem o direito de exercer suas escolhas e decidir com quem quer estar, para onde ir, o que fazer e o que comer. E o zoológico a proíbe de tomar qualquer uma dessas decisões por si mesma”, disse a advogada da ONG, Monica Miller, à Associated Press, em 18 de maio.

Em primeira instância, a Suprema Corte de Nova York rejeitou o pedido do NhRP e disse que Happy é “um ser inteligente com habilidades analíticas avançadas semelhantes às dos seres humanos”, e lembrou “que os animais não são ‘pessoas’ com direitos e proteções concedidos pelo pedido de habeas corpus.

No entanto, o NhRP decidiu recorrer e levar o caso ao mais alto tribunal do estado. A decisão sobre este caso será proferida pelo Tribunal de Apelações nos próximos meses.

Realmente, o mundo caminha para uma inversão total de valores: protegem-se os animais a ponto de querer considerá-los pessoas e, ao mesmo tempo, exige-se a matança legal de seres humanos inocentes no ventre da mãe, alegando que são coisas…

Quando os homens se afastam de Deus, reina a insanidade…

The post Defender elefante por ser uma pessoa? appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias