“Eu não quero ser abortada, eu quero ficar no mundo”, diz jovem com síndrome de down para Presidente da Alemanha

Must Read

URGENTE: Ataque a faca deixa ao menos três mortos e vários feridos em igreja na França

Um agressor com uma faca matou ao menos três pessoas e deixou vários feridos por volta das 9h (horário...

Papa celebrará missa pelos fiéis defuntos em cemitério Teutônico

A celebração será realizada de forma totalmente privada, ou seja, sem a participação dos fiéis. Em seguida, o Pontífice...

Vírus Católico, República Universal e Autoridade Verdadeira

Os santos dão o exemplo de como atravessar os períodos conturbados da História, especialmente quando tudo parece ir à...


 As eleições presidenciais alemãs se aproximam e os candidatos estão em clima de campanha. Dentro desse clima, a atual presidente Angela Merkel, buscando sua reeleição, deu uma entrevista em um programa de TV e foi interpelada com uma pergunta que a deixou sem reação.

A pergunta foi a seguinte:

“Sra. Merkel, a senhora é uma política, a senhora faz as leis. Nove em cada dez bebês com síndrome de Down não nascem na Alemanha. Eles são abortados. Um bebê com síndrome de Down pode ser abortado até poucos dias antes do nascimento. Por quê? Eu não quero ser abortada, eu quero ficar no mundo”.

Quem fez a pergunta foi a jovem Natalie, de 18 anos, portadora de síndrome de down.

A chanceler alemã ficou constrangida com a pergunta e deu a seguinte resposta:

Acho ótimo que você levante essa questão”. Merkel disse que os partidos conservadores lutaram para que as mães que desejam abortar recebessem uma orientação profissional e um período de até três dias de reflexão após a orientação.

E infelizmente preciso dizer que foi extremamente difícil conseguir uma maioria parlamentar para isso, pois se argumentou que se trata de uma decisão pessoal dos pais e em especial da mãe”, disse Merkel. “Mas quando vejo que pessoa incrível você é, então tenho que dizer que foi a coisa certa termos abordado isso.

Enquanto políticos ficam em cima do muro sem respostas concretas e convincentes na luta pela vida, a cultura de morte vai se alastrando pelo mundo, principalmente pela Europa.

Leão XIII definiria bem o atual momento político no mundo:

A audácia dos mausse alimenta da covardia e da omissão dos bons”.

Fonte: ChurchPop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × dois =

Latest News

URGENTE: Ataque a faca deixa ao menos três mortos e vários feridos em igreja na França

Um agressor com uma faca matou ao menos três pessoas e deixou vários feridos por volta das 9h (horário...

Papa celebrará missa pelos fiéis defuntos em cemitério Teutônico

A celebração será realizada de forma totalmente privada, ou seja, sem a participação dos fiéis. Em seguida, o Pontífice fará algumas orações no cemitério. Cidade...

Vírus Católico, República Universal e Autoridade Verdadeira

Os santos dão o exemplo de como atravessar os períodos conturbados da História, especialmente quando tudo parece ir à deriva. Redação (29/10/2020 08:38, Gaudium Press)...

Papa Francisco em 2 de novembro no Campo Santo Teutônico

As medidas de segurança ditadas pela pandemia marcam também as próximas celebrações presididas pelo Papa Francisco. Na segunda-feira 2 de novembro, dia em que...

30ª Semana do Tempo Comum – Quinta-feira

Primeira Leitura: Efésios 6,10-20 Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – Para terminar, irmãos, confortai-vos no Senhor e, no domínio de sua força, revesti-vos...

More Articles Like This

Clique aqui para receber todas as noticias!
Dismiss
Allow