Há três anos eram canonizados os Mártires de Cunhaú e Uruaçu

Must Read

Nossos irmãos, esses injustiçados

Comentários à Liturgia do XXX Domingo do Tempo Comum. Há quem, no contexto de amar a Deus e ao...

Frei Galvão e o Frango do Diabo: conheça essa história de nosso Santo

Como poderia Frei Galvão, estando no Mosteiro da Luz, em São Paulo, ter sabido o que acontecera lá no meio...

8 Frases, Ensinamentos e Conselhos de Santo Antônio Maria Claret

Claret: Pense bem antes de dar conselhos e esteja sempre pronto para servir. Redação (24/10/2020, 11:00, Gaudium Press) Citar frases,...


Os Santos Mártires foram canonizados em 15 de outubro de 2017, em cerimônia presidida pelo Papa Francisco, na Praça São Pedro.

Os Santos Mártires foram canonizados em 15 de outubro de 2017, em cerimônia presidida pelo Papa Francisco, na Praça São Pedro.

Redação (15/10/2020, 16:40, Gaudium Press) Nesta quinta-feira (15/10), celebram-se os três anos de Canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu.
Para recordar o evento, a Paróquia do Santuário dos Santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, localizada no Bairro Nazaré, zona Oeste de Natal (RN), elaborou uma programação especial, com celebrações que lembram o martírio e ressaltam a fé dos 30 santos potiguares.

Programação especial no Santuário dos Santos Mártires para comemorar a data

Da programação de comemoração do terceiro aniversário consta uma Adoração ao Santíssimo Sacramento a partir das 15 horas que terá, na sequência, a recitação do Terço de São Mateus Moreira às 18h.
Às 19h, será celebrada a missa solene presidida pelo arcebispo de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, transmitida também através da Web Tvsantosmartires.

Todas as atividades religiosas estão serão realizadas com um público reduzido, seguindo as normas dos órgãos públicos de saúde e da própria Arquidiocese de Natal.

Os Santos Mártires foram canonizados em 15 de outubro de 2017, em cerimônia presidida pelo Papa Francisco, na Praça São Pedro.

Os Santos mártires de Cunhaú e Uruaçu: ‘sim’ ao amor de Deus não apenas com palavras, mas com a vida

Os Santos Mártires foram canonizados em 15 de outubro de 2017, em cerimônia presidida pelo Papa Francisco, na Praça São Pedro.
O evento foi acompanhado por fiéis e autoridades civis e da Igreja que também acompanharam o processo de canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu, Padres André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e outros 27 companheiros.

Por ocasião da cerimônia de Canonização, o Papa Francisco disse em sua homilia que “Não se pode dizer ‘Senhor, Senhor’, sem viver e colocar em prática a vontade de Deus. Precisamos nos revestir a cada dia do seu amor, de renovar a cada dia a opção por Deus.

Os Santos canonizados hoje, sobretudo os numerosos mártires, nos indicam esta estrada. Eles não disseram ‘sim’ ao amor apenas com palavras, mas com a vida, e até o fim”, disse o Papa na cerimônia de canonização.

Quem é considerado mártir e qual a história dos mártires de Cunhaú e Uruaçu

Só é considerado mártir pela Igreja quem morre explicitamente em defesa da fé, e não por causa social e política.
No Brasil houve grandes mártires no Rio Grande do Norte quando os holandeses protestantes calvinistas ocuparam alguns lugares no país entre os anos de 1630 e 1654 e quiseram obrigar o povo católico a se tornar calvinista.
Morreram em defesa da fé católica, foram beatificados e canonizados, são Santos.
O primeiro grupo de católicos massacrados pelos calvinistas, cerca de 70 pessoas aproximadamente, foi trucidado na capela da Vila de Cunhaú, Rio Grande do Norte. O segundo grupo de mesmo número foi chacinado em Uruaçu.

História da invasão e do martírio no Rio Grande do Norte

Os holandeses invadiram o Nordeste do Brasil e dominaram a região desde o Ceará até Sergipe, de 1630 a 1654.

Eram protestantes calvinistas e vieram com seus pastores para doutrinar os índios. Isso gerou uma situação difícil para os católicos da região, porque foi proibida a celebração da Santa Missa.

Em Cunhaú (RN), um pastor protestante prometeu poupar a vida de todos, caso negassem a fé católica, o que a população não aceitou.

Os Santos Mártires foram canonizados em 15 de outubro de 2017, em cerimônia presidida pelo Papa Francisco, na Praça São Pedro.

Primeiro grupo de mártires

Então, no domingo, 16 de julho de 1645, festa de Nossa Senhora do Carmo, na capela da Vila de Cunhaú, concentravam-se aproximadamente setenta pessoas para participar da Santa Missa. Padre André de Soveral, com seus noventa anos de idade, iniciou a Santa Missa.

Os soldados holandeses, armados de baionetas, chefiando um grupo de índios canibais, invadiram a capela, em grande algazarra, logo após a consagração do pão e do vinho.
Fecharam-se as portas da capela e começaram a massacrar os fiéis, impossibilitados de fugir.

O sacerdote foi morto a golpes de sabre. O chefe da carnificina foi um alemão a serviço dos holandeses com o nome de Jacob Rabbi.

Terminado o massacre, os algozes se retiraram, deixando os cadáveres estendidos no chão da capela.
Um relato da época diz que os índios canibais devoraram as carnes das vítimas.

Segundo grupo de mártires

Outro grupo, mais numeroso, cerca de setenta pessoas, sem contar os escravos e as crianças, foram para um local às margens do Rio Grande (Rio Uruaçú), onde construíram um abrigo fortificado e tomaram o nome de Comunidade Potengi.
Essa comunidade foi atacada por índios armados, comandados por Jacob Rabbi e um famoso chefe indígena e acompanhados por soldados holandeses.
Mataram todos os habitantes da fortaleza, inclusive padre Ambrósio Ferro e muitas pessoas de Natal.

Louvado seja o Santíssimo Sacramento, proclamou um mártir antes de morrer

Relatam os cronistas que a uns cortaram os braços e as pernas, a outros degolaram, a outros arrancaram as orelhas ou arrancaram a língua antes de os matarem.
Alguns cadáveres foram esquartejados: a Mateus Moreira arrancaram o coração pelas costas; antes de morrer ainda pôde gritar em alta voz: “Louvado seja o Santíssimo Sacramento!”.

(Com informações Santuário dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu-Foto Pascom)

The post Há três anos eram canonizados os Mártires de Cunhaú e Uruaçu appeared first on Gaudium Press.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

7 + nove =

Latest News

Nossos irmãos, esses injustiçados

Comentários à Liturgia do XXX Domingo do Tempo Comum. Há quem, no contexto de amar a Deus e ao...

Frei Galvão e o Frango do Diabo: conheça essa história de nosso Santo

Como poderia Frei Galvão, estando no Mosteiro da Luz, em São Paulo, ter sabido o que acontecera lá no meio do mato com o ex-escravo...

8 Frases, Ensinamentos e Conselhos de Santo Antônio Maria Claret

Claret: Pense bem antes de dar conselhos e esteja sempre pronto para servir. Redação (24/10/2020, 11:00, Gaudium Press) Citar frases, conselhos ou ensinamentos de Santos...

Santo Antônio Maria Claret: consumido pela sede de almas

Ardente de caridade, Santo Antônio Maria Claret atendeu com humildade e grandeza ao chamado divino para ser missionário, enfrentando com ufania as mais difíceis...

Santo Antônio Maria Claret

O santo lembrado hoje foi de muita importância para a Igreja que guarda o testemunho de sua santidade, que mereceu a frase do Papa...

More Articles Like This