Iniciados protestos muçulmanos contra republicação de caricaturas de Maomé

Must Read

Ataques contra igrejas no Chile fizeram parte de ritual satânico, assegura exorcista

Segundo o Padre Luis Escobar, são abundantes os sinais satânicos presentes nesses atos, o que destaca a existência de...

Medjugorge: Santa Sé excomunga padre “diretor espiritual” dos videntes

Tomslav Vlasic está proibido de “participar –de qualquer forma– como ministro na celebração da Eucaristia ou qualquer outra cerimônia...

Universitários americanos organizam consagração a Nossa Senhora em todo o país

Basta uma faísca para iniciar um incêndio: universitários da Flórida querem espalhar pelo país a chama da devoção a...


A Universidade de al-Azhar qualificou como “ato criminoso” a reprodução das caricaturas de Maomé, feitas pelo semanário satírico “Charlie Hebdo”.

A Universidade de al-Azhar qualificou como “ato criminoso” a reprodução das caricaturas de Maomé, feitas pelo semanário satírico “Charlie Hebdo”.
Redação (04-09-2020, 17:20 – Gaudium Press) O semanário francês Charlei Hebdo publicou novamente, na última quarta-feira, as caricaturas de Maomé por causa das quais, em 2006, tornou-se alvo de jihadistas muçulmanos que acabaram por atacar a redação semanário, em 2015, quando foram mortas 12 pessoas.

A publicação foi um “ato criminoso”, afirma a Universidade islamita al-Azzhar

A Universidade de al-Azhar, no Cairo, a mais influente das escolas de ensino da doutrina islâmica sunita, classificou como “ato criminoso” a republicação no “Charlie Hebdo” das caricaturas de Maomé que, segundo a escola, ofendem os sentimentos religiosos de todos os muçulmanos.

A Universidade de al-Azhar qualificou como “ato criminoso” a reprodução das caricaturas de Maomé, feitas pelo semanário satírico “Charlie Hebdo”.

Muçulmanos iniciam protesto no Paquistão

De acordo com informações, a poucas horas da nova “sentença” da universidade de al-Azahar, foi convocada uma manifestação de protesto no Paquistão. Cem manifestantes queimaram uma bandeira francesa num protesto contra a última edição da revista que republicou as polémicas caricaturas de Maomé.

Os manifestantes reuniram-se na cidade de Muzaffarabad, capital da Caxemira controlada pelo Paquistão, e gritavam frases como “Parem de latir, cães franceses” ou “Parem o Charlie Hebdo”.

“O Governo do Paquistão deveria cortar imediatamente as relações diplomáticas com a França”, disse o religioso Mohammad Zaman.
A manifestação terminou sem violência, porém, outros protestos estão sendo planejados para esta sexta-feira no Paquistão.

Muçulmanos franceses permanecem calados

Na França, associações que representam os mais de 5 milhões de muçulmanos no país até agora permanecem quietas, ou melhor, caladas, diante da “sentença” teológica de al-Azhar, que pode ter uma influência decisiva entre os 8.000 franceses suspeitos de serem jihadistas. (JSG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × quatro =

Latest News

Ataques contra igrejas no Chile fizeram parte de ritual satânico, assegura exorcista

Segundo o Padre Luis Escobar, são abundantes os sinais satânicos presentes nesses atos, o que destaca a existência de...

Medjugorge: Santa Sé excomunga padre “diretor espiritual” dos videntes

Tomslav Vlasic está proibido de “participar –de qualquer forma– como ministro na celebração da Eucaristia ou qualquer outra cerimônia de culto público. Bréscia – Itália...

Universitários americanos organizam consagração a Nossa Senhora em todo o país

Basta uma faísca para iniciar um incêndio: universitários da Flórida querem espalhar pelo país a chama da devoção a Maria para conduzir almas a...

“Morte ao Nazareno”: Novo grito de “Crucifica-o!”?

Declarar “morte ao Nazareno” é uma frase que demonstra um ódio total à Santa Igreja Católica e seus ensinamentos ao longo dos séculos. Redação (26/10/2020...

Papa no Angelus: o verdadeiro amor ao próximo baseia-se no amor a Deus

Não é verdadeiro amor a Deus o que não se expressa no amor ao próximo; não é amor verdadeiro ao próximo o que não...

More Articles Like This