20 C
São Paulo
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Jovem católica sequestrada volta a viver com os pais

A menina católica que foi sequestrada e forçada a contrair matrimônio com um muçulmano recebe autorização da justiça para retornar à casa dos pais

Redação (27/12/2021 9:15, Gaudium Press) Sequestrada em outubro de 2020, convertida e casada à força, Arzoo Raja, paquistanesa de 14 anos, pôde enfim voltar a viver com os pais. A jovem estava há mais de um ano em um lar social para menores.

Em 2020, Arzoo Raja, com apenas 13 anos foi sequestrada, forçada a converter-se ao islamismo e casar-se com Azhar Ali, muçulmano de 44 anos.

Pouco mais de um ano após o ocorrido, o Tribunal Superior da cidade de Sindh, no Paquistão, autorizou o regresso da jovem à casa de seus pais.

A menina afirma que sua conversão ao islã foi voluntária. Os pais se comprometeram perante à justiça a não pressioná-la sobre suas convicções religiosas. A comunidade católica se alegrou com a decisão da justiça e agradeceu o apoio e as orações de todos para a resolução do caso.

O caso Arzoo Raja

O sequestro ocorreu no dia 13 de outubro de 2020, quando Ali Khazar de 44 anos de idade e vizinho da família sequestrou a menina de 13 anos. No mesmo dia, Arzoo foi obrigada a converter-se ao islã e casar-se com o sequestrador.

Com documentos falsificados, o sequestrador mostrou que a jovem tinha 18 anos e que a conversão e o casamento foram espontâneos por parte dela.Contudo, o Tribunal Superior de Sindh, através de investigações, decidiu que a menina fosse acolhida em um lar social.

O Tribunal também acolheu a denúncia de violação de menores contra o sequestrador, Ali Khazar. O crime de violação de menores, no Paquistão, é punido com a prisão perpétua ou com a pena de morte. (FM)

Com informações Fides.

The post Jovem católica sequestrada volta a viver com os pais appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias