24.4 C
São Paulo
quarta-feira, junho 22, 2022

Não devemos nos entristecer com nossas próprias misérias

“A provação que abate e desencoraja vem do amor próprio; o sofrimento sobrenatural aumenta a coragem e dá novo impulso para o bem.”

Redação (26/12/2021 19:20, Gaudium Press) “Os privilégios de Jesus são para as crianças”, dizia muitas vezes Santa Teresinha. Ela era incansável em louvar a confiança, o abandono, a simplicidade, a retidão e a humildade das crianças.

– Eu queria ter mais força e energia para praticar a virtude –, disse-lhe um dia Irmã Maria da Trindade, sua noviça.

– E se o Bom Deus a quer fraca e frágil como uma criança, acaso você teria menos mérito?… Aceite, pois, tropeçar a cada passo, cair mesmo, aceite carregar sua cruz fracamente; ame sua miséria; sua alma disso tirará mais proveito que, se levada pela graça, cumprisse com generosidade ações heroicas que encheriam sua alma de satisfação pessoal e de orgulho.

Uma outra vez em que a noviça se entristeceu com suas fraquezas, Teresinha lhe disse:

– Novamente você se desviou da “Pequena Via”! A provação que abate e desencoraja vem do amor próprio; o sofrimento sobrenatural aumenta a coragem e dá novo impulso para o bem. Somos felizes de nos sentirmos frágeis e miseráveis porque quanto mais o reconhecemos humildemente, esperando tudo gratuitamente do Bom Deus, sem nenhum mérito de nossa parte, mais o Bom Deus se abaixa até nós para nos cumular de seus dons com abundância.

Extraído com adaptações de:

DESCOUVERMONT, Pierre. Irmã Maria da Trindade – Uma noviça de Santa Teresinha. São Paulo: Cultor de Livros, 2006, p. 98.

The post Não devemos nos entristecer com nossas próprias misérias appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias