12 C
São Paulo
terça-feira, junho 14, 2022

Mons. Gänswein: vocações e a vida cotidiana de Bento XVI

Mons. Georg Gänswein concedeu uma entrevista para o Vorarlberger KirchenBlatt, na Áustria.

Segundo fontes próximas ao arcebispo, Dom Georg Ganswein, foi internado em um hospital com "graves problemas renais". A fonte não ofereceu mais detalhes do que isso.

Redação (04/06/2022 12:23, Gaudium Press) Mons. Georg Gänswein, secretário particular do Papa Bento XVI, esteve em Vorarlberg, um dos estados federados austríacos, para celebrar uma missa pontifícia por ocasião do 50º aniversário do KIM, movimento juvenil católico. Ele concedeu uma entrevista para o jornal da igreja, da qual destacamos o seguinte:

Como seria possível voltar a haver mais vocações religiosas na Europa Central?

Gänswein: Não há receitas. Para mim, a palavra de Cristo indica o caminho: “A messe é grande, mas os operários, pouco numerosos; pedi, pois, ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe”. […] Em termos concretos, isso significa que devemos levar a sério a palavra do Senhor e importuná-lo com pedidos de vocações. Rezar, rezar e rezar: esta é a primeira e mais importante resposta à falta de vocações espirituais. Estou convencido de que, se lhe pedirmos honesta e sinceramente, Cristo envia as vocações. […] não devemos diminuir a imagem do sacerdote. Um jovem que inicia o caminho para o sacerdócio precisa saber o que o espera e no que está entrando. Devemos ter a coragem de estar totalmente comprometidos com a fé da Igreja e com o celibato. Este não é um obstáculo desagradável, mas um dom de Cristo!

A vida cotidiana do Papa Emérito

A vida cotidiana do Papa Emérito mudou significativamente após a renúncia?

Gänswein: Depois de renunciar ao cargo no final de fevereiro de 2013, uma nova rotina diária se estabeleceu para Bento XVI. Até hoje ela permanece o mesma com pequenas alterações. Não nos esqueçamos de que Bento XVI completou 95 anos, em 16 de abril.

O dia dele começa com a Santa Missa pela manhã, na qual Gänswein é o celebrante principal. Bento XVI concelebra no altar em cadeira de rodas. Rezam a Liturgia das Horas juntos. Segue-se o café da manhã, e uma pausa para ele se dedicar à correspondência e se manter informado sobre o que está acontecendo na igreja e no mundo. Ele sempre ouve música para relaxar. Tocar piano tornou-se muito raro, pois “os dedos não querem mais”. Outra parte da Liturgia das Horas diária é rezada antes do almoço. Após o almoço, a sesta é parte integrante de sua vida cotidiana. Em seguida, reza as Vésperas. Como sua força física diminuiu muito, ele raramente recebe visitas, e dedica-se à leitura ou alguém lê para ele. Mais tarde, vai aos Jardins do Vaticano, na cadeira de rodas elétrica, para rezar o Rosário. Voltando, o jantar é servido. Depois, assiste ao noticiário na televisão italiana e reza as Completas.

Com informações kath-kirche-vorarlberg.at.

The post Mons. Gänswein: vocações e a vida cotidiana de Bento XVI appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias