Não a eutanásia: “Não há pacientes incuráveis, mesmo que sejam incuráveis”

Must Read

Papa celebrará missa pelos fiéis defuntos em cemitério Teutônico

A celebração será realizada de forma totalmente privada, ou seja, sem a participação dos fiéis. Em seguida, o Pontífice...

Vírus Católico, República Universal e Autoridade Verdadeira

Os santos dão o exemplo de como atravessar os períodos conturbados da História, especialmente quando tudo parece ir à...

Papa Francisco em 2 de novembro no Campo Santo Teutônico

As medidas de segurança ditadas pela pandemia marcam também as próximas celebrações presididas pelo Papa Francisco. Na segunda-feira 2...


Os bispos espanhóis preocupados com a lei que regulamenta a eutanásia, lançam um documento em favor da vida.

Os bispos espanhóis preocupados com a lei que regulamenta a eutanásia, lançam um documento em favor da vida.

Comissão Executiva da Conferência Episcopal Espanhola

 

Madri (09/14/2020 Gaudium Press) O Congresso dos Deputados espanhol decidiu continuar pela tramitação da “Lei Orgânica”, a qual regulamenta a eutanásia, na Espanha. A comissão Executiva da CEE, Conferência Episcopal recebeu a notícia com apreensão e advertiu que  a vida humana não é um bem ao alcance de ninguém.

O Secretário-Geral da Conferência Episcopal Espanhola, Dom Luis Argüello afirmou através de  pronunciamentos, nas redes sociais que: há pouco se comemorava o dia da prevenção do suicídio  e parece uma inconsequência justamente quando uma pessoa mais necessita de ânimo para resolver os seus problemas, se apresente como saída o suicídio assistido.

O Secretário-Geral disse que a “a morte nunca é a solução de nossos problemas” e que não se entende uma lei que coloca em mãos de outros -médicos- o poder de tirar a vida dos doentes. Alertou que a dignidade das pessoas, especialmente, nesses momentos de fragilidade nos obriga a nos opormos a essa lei, pois em nome de uma suposta “morte digna”, nega em sua raiz a dignidade de toda vida humana.

A CEE através da subcomissão Episcopal da Família e da Vida, colocou  o trabalho intitulado “Semeadores de esperança. Acolher, proteger e acompanhar na etapa final da vida humana ” , como ajuda para o diálogo, contendo argumentos que mostram a inconsistência da posição daqueles que defendem a eutanásia ou o suicídio  assistido.

Dom Argüello recordou a tragédia de incontáveis pessoas que morreram pela pandemia da atual do Covid_19 nos fez perceber o que “significou a morte de tantas pessoas que morreram sozinhas, de modo que “não devemos deixar ninguém para trás”, concluiu. (PS)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 + 9 =

Latest News

Papa celebrará missa pelos fiéis defuntos em cemitério Teutônico

A celebração será realizada de forma totalmente privada, ou seja, sem a participação dos fiéis. Em seguida, o Pontífice...

Vírus Católico, República Universal e Autoridade Verdadeira

Os santos dão o exemplo de como atravessar os períodos conturbados da História, especialmente quando tudo parece ir à deriva. Redação (29/10/2020 08:38, Gaudium Press)...

Papa Francisco em 2 de novembro no Campo Santo Teutônico

As medidas de segurança ditadas pela pandemia marcam também as próximas celebrações presididas pelo Papa Francisco. Na segunda-feira 2 de novembro, dia em que...

30ª Semana do Tempo Comum – Quinta-feira

Primeira Leitura: Efésios 6,10-20 Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – Para terminar, irmãos, confortai-vos no Senhor e, no domínio de sua força, revesti-vos...

Justiça proíbe ONG abortista de usar “católicas” no nome

A proibição é da Justiça de São Paulo que considerou o nome “Católicas pelo Direito de Decidir” incompatível com os valores e princípios da...

More Articles Like This

Clique aqui para receber todas as noticias!
Dismiss
Allow