Nossa Senhora das Dores

Must Read

Sacerdote denuncia aumento de violência contra Cristãos na Nigéria

O país está nas garras do Ceifador a violência contra os cristãos deixa os fiéis paralisados ​​de medo, incapazes...

Quer ser feliz? Fuja da inveja

Comentários à liturgia deste XXV Domingo do Tempo Comum. Companheira indissociável da tristeza, do abatimento e do desânimo, a...

“Juntos por Cabo Delgado”: cresce Campanha solidária da Diocese de Pemba

A Campanha “Juntos por Cabo Delgado” é uma iniciativa solidária com o objetivo de fortalecer ações humanitárias na resposta...


“Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar!”

Assim, a Igreja reza a Maria neste dia, pois celebramos sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucificação de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação , morte e sepultura de Jesus Cristo.

Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 − um =

Latest News

Sacerdote denuncia aumento de violência contra Cristãos na Nigéria

O país está nas garras do Ceifador a violência contra os cristãos deixa os fiéis paralisados ​​de medo, incapazes...

Quer ser feliz? Fuja da inveja

Comentários à liturgia deste XXV Domingo do Tempo Comum. Companheira indissociável da tristeza, do abatimento e do desânimo, a inveja é um mal tanto...

“Juntos por Cabo Delgado”: cresce Campanha solidária da Diocese de Pemba

A Campanha “Juntos por Cabo Delgado” é uma iniciativa solidária com o objetivo de fortalecer ações humanitárias na resposta a uma crise que cresce...

São Januário

A história do santo deste dia se entrelaça com a cidade italiana de Nápoles, onde o corpo e sangue de Januário estão guardados. Este...

24ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Primeira Leitura: 1 Coríntios 15,35-37.42-49 Leitura da primeira carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, alguém perguntará: Como ressuscitam os mortos? Insensato! O que semeias...

More Articles Like This